sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh reivindica duplo atentado em Bagdade que fez 22 mortos e 70 feridos

Dois atentados esta manhã em Bagdade fizeram pelo menos 22 mortos e 70 feridos, avança a gência Reuters. Um dos ataques visou uma rua comercial e o outro um posto de controlo militar. O atentado foi reivindicado pelo Daesh.

Viatura armadilhada explodiu no bairro de maioria xiita al-Jadida

Viatura armadilhada explodiu no bairro de maioria xiita al-Jadida

© Khalid Al Mousily / Reuters

Bairro em Bagdade de maioria xiita al-Jadida

Bairro em Bagdade de maioria xiita al-Jadida

© Khalid Al Mousily / Reuters

As duas explosões ocorreram pelas 9h00 locais, eram 7h00 em Lisboa. Um carro explodiu a norte de Bagdade, Taji, onde se localiza uma das maiores bases militares. Uma segunda viatura armadilhada explodiu no bairro de maioria xiita al-Jadida.

O Daesh tem sido responsável por praticamente todos os ataques no Iraque este mês, em resposta à ofensiva do Exército iraquiano contra as zonas que o grupo terrorista controla, nomeadamente em Falujah, a 50 quilómetros de Bagdade.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.