sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

ONU acusa extremistas do Daesh de genocídio contra yazidi

O grupo extremista Daesh continua a realizar "um genocídio" contra os yazidi, uma minoria étnico-religiosa curda existente no Iraque e na Síria, advertiu hoje a comissão de inquérito da ONU sobre os direitos humanos na Síria.

© Rodi Said / Reuters

O "genocídio (...) está em curso", indicou num comunicado o presidente da comissão, o brasileiro Paulo Pinheiro, apelando ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para recorrer ao Tribunal Penal Internacional e tomar medidas para proteger aquela população.

Paulo Pinheiro assinalou que o Daesh "submete cada mulher, criança e homem yazidi que captura às atrocidades mais horríveis".

Num relatório divulgado hoje, a comissão, mandatada pelo Conselho dos Direitos Humanos da ONU, indica que na Síria "milhares de mulheres e de raparigas continuam prisioneiras e vítimas de abusos", sendo frequentemente submetidas à escravatura.

Cerca de 3.200 yazidi estão nas mãos do Daesh, a maioria na Síria, segundo os investigadores. As mulheres são mantidas como escravas sexuais, enquanto os rapazes são endoutrinados e utilizados nos combates.

O Daesh "continua a procurar destruir os yazidi de várias maneiras", consideram os investigadores da ONU, que não conseguiram deslocar-se à Síria, mas obtiveram o testemunho de sobreviventes.

A comissão denuncia o modo como "o grupo terrorista procedeu à transferência forçada dos yazidi para a Síria, após os ataques realizados na região de Sinjar (feudo dos yazidi) no norte do Iraque a 3 de agosto de 2014".

Agrupados nomeadamente no Curdistão iraquiano e considerados heréticos pelo Daesh, os yazidi praticam uma religião monoteísta com raízes no zoroastrismo, fundado na antiga Pérsia pelo profeta Zaratustra, e que foi buscar alguns elementos ao cristianismo e ao islamismo.


Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.