sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh consegue furar cerco da cidade de Manjib

O grupo que se designa por Estado Islâmico lançou hoje um ataque de surpresa às forças que cercavam a cidade de Manbij, conseguindo recapturar duas localidades a combatentes apoiados pelos EUA, informou uma organização não-governamental.

(Arquivo)

(Arquivo)

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) adiantou que o grupo tinha enviado um pequeno grupo de milicianos a localidades situadas a sudeste do seu bastião de Manjib, no norte da Síria.

Estas localidades tinham sido conquistadas nas últimas semanas pelas Forças Democráticas Sírias (FDS), apoiadas pelos EUA, no contexto da sua campanha pela conquista de Manbij.

"O (grupo) Estado Islâmico está a tentar defender Manbij com o envio de combatentes para fora da cidade para atacar as FDS naquelas localidades", afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

As FDS, uma aliança entre curdos e árabes que tem o apoio aéreo da coligação liderada pelos EUA, cercaram Manbij há cerca de 10 dias.

Mas desde então o seu progresso tem sido dificultado com ataques suicidas por parte de combatentes daquele grupo.

Controlada pelo grupo Estado Islâmico desde 2014, Manbij tem sido um ponto importante na rota de abastecimento do grupo, desde a fronteira turca até à sua praça-forte de Raqa, passando pela cidade de Tabqa.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.