sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh reivindica ataque no Bangladesh e refere 20 mortos

O Daesh reivindicou o ataque e a tomada de reféns num restaurante no bairro diplomático de Daca, capital do Bangladesh, anunciou hoje a agência Amaq, ligada àquela organização radical.

© Reuters TV / Reuters

"Os comandos do (grupo extremista) Estado Islâmico atacaram um restaurante frequentado por estrangeiros na cidade de Daca", afirmou, em comunicado divulgado nas redes sociais, a Amaq.

O ataque provocou "mais de 20 mortos de diferentes nacionalidades", acrescentou a Amaq, precisando que os comandos ainda têm reféns no restaurante.

Segundo o jornal Daily Star, cinco atacantes entraram no restaurante Holey Artisan Bakery às 21:20 locais (14:20 de Lisboa). Inicialmente, a agência EFE tinha noticiado que os atacantes entraram no restaurante às 08:45.

O tiroteio ocorreu perto do Nordic Club, um lugar muito frequentado por estrangeiros dos países nórdicos.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38