sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Ministro do Interior iraquiano demite-se na sequência do atentado de Bagdade

O ministro do Interior iraquiano, Mohammed Ghabban, apresentou hoje a sua demissão ao primeiro-ministro Haider al-Abadi, dois dias após o atentado reivindicado pelo grupo jihadista Daesh que provocou mais de 200 mortos em Bagdad.

© Ahmed Saad / Reuters

"Submeti a minha demissão ao primeiro-ministro", anunciou, em conferência de imprensa.

No domingo, pelo menos 213 pessoas foram mortas e mais de 200 feridas na explosão de um veículo armadilhado num bairro comercial da capital iraquiana, o atentado suicida mais mortífero no país desde há décadas.

O ministro demissionário referiu que o veículo era proveniente da província de Diyala, a norte da capital, o que significa que conseguiu atravessar diversos postos de controlo e barreiras de segurança durante o seu trajeto.

Ghabbane considerou que os diversos postos de controlo disseminados por Bagdad, uma das medidas simbólicas do Estado para transmitir segurança às populações, são "absolutamente inúteis".

Na sequência do ataque, numerosos iraquianos exprimiram a sua cólera face à impotência do Governo em prevenir este género de atentados, que ocorrem com relativa frequência.

Em reação, o Governo anunciou a execução de cinco condenados à morte e a prisão de 40 'jihadistas'. O anúncio da demissão do ministro do Interior também parece destinada a fazer diminuir a cólera dos iraquianos.

Desde a queda do regime de Saddam Hussein, derrubado em 2003 na sequência da invasão militar norte-americana, que o Iraque se encontra numa fase permanente de instabilidade política e ausência de segurança, com um balanço de muitas dezenas de milhares de mortos e milhões de refugiados e deslocados.

Lusa

  • 120 mortos em atentados do Daesh em Bagdade
    1:45

    Mundo

    120 pessoas morreram e centenas ficaram feridas em dois atentados em Bagdade, este sábado. O Daesh já reivindicou os ataques dizendo que o alvo principal foi a população shiita. O primeiro-ministro iraquiano foi vaiado quando visitou um dos alvos do ataque na capital iraquiana.

  • Atentado de domingo no Iraque fez 213 mortos

    Daesh

    O atentado de domingo no centro de Bagdade fez 213 mortos, revelaram hoje as autoridades iraquianas, num novo balanço. O atentado foi perpetrado com um carro armadilhado que explodiu numa rua do bairro comercial de Karrada, numa altura em que centenas de pessoas faziam compras para a festa muçulmana de Eid al-Fitr, que culmina o mês do Ramadão e se celebra dentro de poucos dias.

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07