sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

EUA enviam 500 soldados para o Iraque para lutar contra o Daesh

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, anunciou hoje o envio de mais de 500 soldados para o Iraque para ajudar as forças governamentais a lutarem contra o Daesh.

(Arquivo)

(Arquivo)

Na sua quarta visita ao Iraque desde que assumiu funções em fevereiro de 2015, Carter encontrou-se com o primeiro-ministro, Haider Al-Abadi, e com o seu homólogo, Khaled al-Obeidi.

Os Estados Unidos dirigem uma coligação internacional que combate o Daesh e a visita de Carter acontece dois dias depois da recuperação pelas forças iraquianas da base aérea de Qayyarah a cerca de 60 quilómetros a sul de Mossul, considerada uma etapa crucial para a batalha pela reconquista da segunda cidade do Iraque, controlada por aqueles jihadistas desde junho de 2014.

"Perante os recentes avanços das forças de segurança, Carter anunciou que os Estados Unidos, em estreita coordenação com o governo iraquiano, enviarão 560 militares adicionais para o Iraque para que se prossiga esta dinâmica", indicou um comunicado do Pentágono.

"Estes efetivos darão às forças iraquianas um apoio nomeadamente em matéria de capacidade logística e em infraestruturas na base aérea de Qayyarah", precisou.

Com este destacamento o número de efetivos militares norte-americanos no Iraque aumentará para mais de 4.600, a maioria com missões de formação das tropas iraquianas.

Na reunião com Abadi, Carter exprimiu as condolências pelos ataques terroristas do Daesh - na passada segunda-feira um atentado suicida em Bagdad causou quase 300 mortos -, tendo felicitado as forças iraquianas pelos êxitos no combate aos jihadistas, nomeadamente a recuperação da cidade de Fallujah e da base de Qayyarah.

O chefe do Pentágono deve ainda falar ao telefone com o presidente de facto da região autónoma do Curdistão iraquiano (norte), Massud Barzani.

Os Estados Unidos prometerem 415 milhões de dólares (375 milhões de euros) para ajudar as forças curdas, que desempenham um papel chave na luta contra o Daesh na batalha por Mossul.

Com Lusa

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.