sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

EUA enviam 500 soldados para o Iraque para lutar contra o Daesh

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, anunciou hoje o envio de mais de 500 soldados para o Iraque para ajudar as forças governamentais a lutarem contra o Daesh.

(Arquivo)

(Arquivo)

Na sua quarta visita ao Iraque desde que assumiu funções em fevereiro de 2015, Carter encontrou-se com o primeiro-ministro, Haider Al-Abadi, e com o seu homólogo, Khaled al-Obeidi.

Os Estados Unidos dirigem uma coligação internacional que combate o Daesh e a visita de Carter acontece dois dias depois da recuperação pelas forças iraquianas da base aérea de Qayyarah a cerca de 60 quilómetros a sul de Mossul, considerada uma etapa crucial para a batalha pela reconquista da segunda cidade do Iraque, controlada por aqueles jihadistas desde junho de 2014.

"Perante os recentes avanços das forças de segurança, Carter anunciou que os Estados Unidos, em estreita coordenação com o governo iraquiano, enviarão 560 militares adicionais para o Iraque para que se prossiga esta dinâmica", indicou um comunicado do Pentágono.

"Estes efetivos darão às forças iraquianas um apoio nomeadamente em matéria de capacidade logística e em infraestruturas na base aérea de Qayyarah", precisou.

Com este destacamento o número de efetivos militares norte-americanos no Iraque aumentará para mais de 4.600, a maioria com missões de formação das tropas iraquianas.

Na reunião com Abadi, Carter exprimiu as condolências pelos ataques terroristas do Daesh - na passada segunda-feira um atentado suicida em Bagdad causou quase 300 mortos -, tendo felicitado as forças iraquianas pelos êxitos no combate aos jihadistas, nomeadamente a recuperação da cidade de Fallujah e da base de Qayyarah.

O chefe do Pentágono deve ainda falar ao telefone com o presidente de facto da região autónoma do Curdistão iraquiano (norte), Massud Barzani.

Os Estados Unidos prometerem 415 milhões de dólares (375 milhões de euros) para ajudar as forças curdas, que desempenham um papel chave na luta contra o Daesh na batalha por Mossul.

Com Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • Castigos no Sporting são quatro infrações graves
    0:48

    Desporto

    Além da suspensão do presidente do Sporting por quase quatro meses, sabe-se agora que Bruno de Carvalho e Octávio Machado foram punidos por quatro infrações graves cada um. A informação foi avançada pela presidente da Comissão de Instrutores da Liga de Clubes, Cláudia Viana, em entrevista à SIC, Este é um excerto da entrevista que vai ser transmitida na SIC Notícias às 16:30.

    Exclusivo SIC

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42