sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Irmãos sul-africanos planeavam explodir embaixada dos EUA na África do Sul

Dois irmãos sul-africanos foram presos sob a acusação de planear explodir a embaixada dos Estados Unidos (EUA) em Pretória e instituições judaicas, para além de planearem juntar-se ao grupo "jihadista" Daesh, disse hoje a polícia.

Os gémeos de 23 anos, Brandon-Lee e Tony-Lee Thulsie, estiveram presentes num tribunal de Joanesburgo depois de terem sido presos no fim de semana.

"Eles queriam, alegadamente, explodir a embaixada dos EUA e instalações judaicas no país", disse o porta-voz da polícia de elite de África do Sul -- os 'Hawks' -- Hangwani Mulaudzi.

Os EUA e a Grã-Bretanha alertaram no mês passado para a possibilidade iminente de ataques terroristas por parte de extremistas islâmicos nas maiores cidades da África do Sul.

O alerta dos EUA dizia que os ataques podiam ter como alvo locais frequentados por cidadãos norte-americanos, incluindo centros comerciais no centro de Joanesburgo e na Cidade do Cabo, populares entre os turistas.

Os dois homens, que são acusados de planear juntarem-se ao EI na Síria, estão em prisão preventiva e vão voltar a tribunal no próximo dia 19.

"Eles estavam no nosso radar desde 2015. Tentaram sair do país duas vezes, através do aeroporto Oliver Tambo e através de Moçambique (para se juntarem ao EI)", continuou Mulaudzi.

Segundo os documentos do tribunal, os irmãos "conspiravam atos de terrorismo ao planear explosões numa missão dos EUA e de instituições judaicas".

Os suspeitos foram também acusados de incitar outras pessoas a "ajudá-los e a incentivá-los", segundo a acusação provisória.

"O objetivo era promover os ideais políticos, religiosos e ideológicos do EI", disse.

Outros dois suspeitos também presos no sábado estariam ligados aos irmãos, mas o tribunal adiantou que foram acusados por crimes diferentes e iam ser ouvidos noutro tribunal.

Os muçulmanos representam apenas 1,5% da população de África do Sul, que tem 53 milhões de habitantes e, até agora, o país tem escapado dos ataques 'jihadistas' feitos no continente africano.

"Temos provas de que há sul-africanos a juntarem-se ao espaço geográfico do EI (na Síria)", disse Nick Piper da Signal Risk, uma consultora de segurança da Cidade do Cabo, à imprensa.

"A radicalização está a acontecer na África do Sul. Se houver algum incidente, há uma forte possibilidade de acontecer aqui", concluiu.

A embaixada dos EUA não quis fazer comentários.

Com Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC