sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

ONU diz que encontrar uma solução para lutar contra o Daesh é "crucial"

O representante da ONU na Síria, Staffan de Mistura, considerou esta segunda-feira que o momento era "crucial" para encontrar uma solução, combinando a luta contra o Daesh com a transição política do país.

(Arquivo)

(Arquivo)

"O momento é crucial. Até setembro temos uma janela aberta para encontrar uma fórmula que combina a luta contra o Daesh (acrónimo árabe para o Estado Islâmico) e a Al-Nosra (ramo sírio da Al-Qaida) com a transição política", disse Staffan de Mistura em Roma.

O enviado especial da ONU, que falava após se ter reunido com o chefe de diplomacia italiana, Paolo Gentiloni, considerou ainda que "a chave está numa possível aliança entre a Rússia e os Estados Unidos".

Estes dois países "demonstraram que conseguiam chegar a acordo e os outros iriam atrás deles", acrescentou.

Staffan de Mistura confirmou também "a firme intenção" do secretário-geral da ONU e a sua "de relançar as negociações da Síria (...) o mais rapidamente possível".

Há menos de duas semanas, Staffan de Mistura já tinha demonstrado esperança, na sede da ONU, na convocação de uma nova sessão de negociações de países durante o mês de julho.

"O nosso objetivo é em julho, mas não a qualquer preço nem sem garantias", afirmou depois de se ter reencontrado com o Conselho de Segurança da ONU.

Explicou que quer garantir que quando se convocarem "as negociações, haverá uma possibilidade de progressão para uma transição política em agosto".

Esta é uma das principais dificuldades das negociações entre o poder sírio e a oposição armada, que se opõe ao papel que o Presidente Bashar al-Assad desempenharia numa transição.

No início do ano, realizaram-se em Genebra duas rondas de conversações de paz indireta. Segundo os planos da ONU, as conversações deveriam de levar à criação de um órgão de transição até dia 01 de agosto, a redação de uma nova constituição e a organização de eleições em 2017.

Lusa

  • 120 mortos em atentados do Daesh em Bagdade
    1:45

    Mundo

    120 pessoas morreram e centenas ficaram feridas em dois atentados em Bagdade, este sábado. O Daesh já reivindicou os ataques dizendo que o alvo principal foi a população shiita. O primeiro-ministro iraquiano foi vaiado quando visitou um dos alvos do ataque na capital iraquiana.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47