sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh captura 12 pessoas por posse de parabólicas proibidas

​O grupo radical Daesh capturou 12 pessoas na Síria, por estas não respeitaram a proibição de usar antenas parabólicas no seu autoproclamado califado, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

(arquivo)

(arquivo)

A captura ocorreu através de uma campanha que tem por base procurar e registar casas de infratores, considerados todos aqueles que não cumprem a proibição imposta.

O OSDH anunciou que os membros do corpo de segurança dos radicais irromperam em várias casas da periferia da cidade de Al Raga, núcleo defensor do autoproclamado Estado Islâmico na Síria, para procurar pessoas que não entregaram à organização as suas parabólicas, bem como recetores de emissões de televisão por satélite.

As 12 pessoas capturadas foram levadas para uma zona de localização deconhecida, disse hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

No princípio de junho, o Estado Islâmico intensificou a sua campanha para proibir o uso das antenas parabólicas nos territórios sobre o seu controlo, na Síria e no Iraque, porque acredita em "semear rumores e alienar os muçulmanos da sua religião".

Como alternativa, os jihadistas ofereceram aos habitantes nos seus domínios territoriais informação através de "meios islâmicos", estes proporcionados pelo próprio grupo radical.

Estes meios incluem a radio Al Bayan, que emite em vários idiomas, o semanário Al Nabaa e a revista mensal Dabiq, bem como outros produtos audiovisuais que o grupo produz e distribui.

Daesh declarou, em finais de junho de 2014, um califado na Síria e no Iraque, onde conquistou as zonas do norte e centro de ambos os países.

Com Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.