sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh captura 12 pessoas por posse de parabólicas proibidas

​O grupo radical Daesh capturou 12 pessoas na Síria, por estas não respeitaram a proibição de usar antenas parabólicas no seu autoproclamado califado, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

(arquivo)

(arquivo)

A captura ocorreu através de uma campanha que tem por base procurar e registar casas de infratores, considerados todos aqueles que não cumprem a proibição imposta.

O OSDH anunciou que os membros do corpo de segurança dos radicais irromperam em várias casas da periferia da cidade de Al Raga, núcleo defensor do autoproclamado Estado Islâmico na Síria, para procurar pessoas que não entregaram à organização as suas parabólicas, bem como recetores de emissões de televisão por satélite.

As 12 pessoas capturadas foram levadas para uma zona de localização deconhecida, disse hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

No princípio de junho, o Estado Islâmico intensificou a sua campanha para proibir o uso das antenas parabólicas nos territórios sobre o seu controlo, na Síria e no Iraque, porque acredita em "semear rumores e alienar os muçulmanos da sua religião".

Como alternativa, os jihadistas ofereceram aos habitantes nos seus domínios territoriais informação através de "meios islâmicos", estes proporcionados pelo próprio grupo radical.

Estes meios incluem a radio Al Bayan, que emite em vários idiomas, o semanário Al Nabaa e a revista mensal Dabiq, bem como outros produtos audiovisuais que o grupo produz e distribui.

Daesh declarou, em finais de junho de 2014, um califado na Síria e no Iraque, onde conquistou as zonas do norte e centro de ambos os países.

Com Lusa

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.