sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

FBI adverte para "diáspora terrorista" do Daesh

A polícia federal norte-americana (FBI) considerou hoje que o grupo "jihadista" Daesh poderá constituir uma ameaça após o fim do seu "califado", que desencadearia uma "diáspora" de terroristas.

© Handout . / Reuters

No decurso de uma audiência no Congresso, o diretor do FBI, James Comey, considerou que "após a derrota do califado, o EI estará mais desesperado para mostrar a sua vitalidade e para isso poderá recorrer a mais ataques assimétricos e mais esforços terroristas".

"Uma vez destruído o califado, há que manter o olho no movimento seguinte", afirmou.

O Daesh tem tentado manter o amplo controlo territorial que obteve em 2014 devido à instabilidade na Síria e Iraque, mas a pressão militar e os bombardeamentos aéreos reduziram o seu espaço.

Na audiência perante o Comité de segurança nacional da Câmara dos representantes, os congressistas perguntaram a Comey sobre o eventual fim do controlo pelo Daesh de Mossul, no Iraque, e de Raqa, na Síria, e a ameaça que implicaria essa situação.

"Vai ocorrer uma diáspora desde o califado e esses milhares de combatentes vão acabar por fugir para algum lado", explicou Comey, antes de assegurar que o FBI está empenhado em vigiar os seus movimentos "antes que cheguem aos Estados Unidos e acabem com vidas de inocentes".

Com Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.