sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

FBI adverte para "diáspora terrorista" do Daesh

A polícia federal norte-americana (FBI) considerou hoje que o grupo "jihadista" Daesh poderá constituir uma ameaça após o fim do seu "califado", que desencadearia uma "diáspora" de terroristas.

© Handout . / Reuters

No decurso de uma audiência no Congresso, o diretor do FBI, James Comey, considerou que "após a derrota do califado, o EI estará mais desesperado para mostrar a sua vitalidade e para isso poderá recorrer a mais ataques assimétricos e mais esforços terroristas".

"Uma vez destruído o califado, há que manter o olho no movimento seguinte", afirmou.

O Daesh tem tentado manter o amplo controlo territorial que obteve em 2014 devido à instabilidade na Síria e Iraque, mas a pressão militar e os bombardeamentos aéreos reduziram o seu espaço.

Na audiência perante o Comité de segurança nacional da Câmara dos representantes, os congressistas perguntaram a Comey sobre o eventual fim do controlo pelo Daesh de Mossul, no Iraque, e de Raqa, na Síria, e a ameaça que implicaria essa situação.

"Vai ocorrer uma diáspora desde o califado e esses milhares de combatentes vão acabar por fugir para algum lado", explicou Comey, antes de assegurar que o FBI está empenhado em vigiar os seus movimentos "antes que cheguem aos Estados Unidos e acabem com vidas de inocentes".

Com Lusa

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.