sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh está a utilizar civis como escudo humano

O autoproclamado Estado Islâmico está a utilizar civis como escudo humano na Síria, denunciou um responsável militar norte-americano, numa altura em que a coligação tem sido acusada de matar dezenas de civis em conflitos perto de Manbij.

© Stringer . / Reuters

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos acusou a coligação de matar 56 civis, das quais 11 crianças, quando, na terça-feira, fugiam de uma cidade perto de Manbij, um ponto estratégico entre a Turquia e da fortaleza jihadista de Raqa.

A entidade com sede no Reino Unido baseia os seus dados numa rede de fontes no interior da Síria.

A coligação iniciou uma investigação sobre esta situação.

O movimento Estado Islâmico "utilizou civis como escudos humanos e como isco" num esforço para enfrentar as Forças Democráticas da Síria (SDF), uma aliança apoiada pelos EUA, disse Chris Garver, um porta-voz da coligação, em vídeo conferência a partir de Bagdade.

Chris Garver referiu que o ataque de terça-feira ocorreu depois dos elementos das SDF "terem observado um grande grupo de combatentes da Daesh [do árabe para Estado Islâmico] que pareciam estar preparados para um contra-ataque" contra as forças da coligação na área.

O porta-voz esclareceu que o ataque da coligação se dirigia a edifícios e veículos e depois foram recebidos relatórios a apontar para a possibilidade de existirem civis na área, misturados com os combatentes do Estado Islâmico.

Chris Garver relatou que o combate nesta cidade foi diferente já que, depois de as forças aliadas terem entrado na área urbana, a luta intensificou-se.

Estimou que as SDF já tenham tomado metade da cidade, numa área que tem cerca de dois mil habitantes civis.

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.