sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh está a utilizar civis como escudo humano

O autoproclamado Estado Islâmico está a utilizar civis como escudo humano na Síria, denunciou um responsável militar norte-americano, numa altura em que a coligação tem sido acusada de matar dezenas de civis em conflitos perto de Manbij.

© Stringer . / Reuters

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos acusou a coligação de matar 56 civis, das quais 11 crianças, quando, na terça-feira, fugiam de uma cidade perto de Manbij, um ponto estratégico entre a Turquia e da fortaleza jihadista de Raqa.

A entidade com sede no Reino Unido baseia os seus dados numa rede de fontes no interior da Síria.

A coligação iniciou uma investigação sobre esta situação.

O movimento Estado Islâmico "utilizou civis como escudos humanos e como isco" num esforço para enfrentar as Forças Democráticas da Síria (SDF), uma aliança apoiada pelos EUA, disse Chris Garver, um porta-voz da coligação, em vídeo conferência a partir de Bagdade.

Chris Garver referiu que o ataque de terça-feira ocorreu depois dos elementos das SDF "terem observado um grande grupo de combatentes da Daesh [do árabe para Estado Islâmico] que pareciam estar preparados para um contra-ataque" contra as forças da coligação na área.

O porta-voz esclareceu que o ataque da coligação se dirigia a edifícios e veículos e depois foram recebidos relatórios a apontar para a possibilidade de existirem civis na área, misturados com os combatentes do Estado Islâmico.

Chris Garver relatou que o combate nesta cidade foi diferente já que, depois de as forças aliadas terem entrado na área urbana, a luta intensificou-se.

Estimou que as SDF já tenham tomado metade da cidade, numa área que tem cerca de dois mil habitantes civis.

Lusa

  • Militares da GNR saem hoje à rua em protesto

    País

    A Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) e a Associação Nacional de Sargentos da Guarda (ANSG) realizam esta quarta-feira uma ação de protesto em Lisboa devido "à falta de resposta" do Governo às principais reivindicações.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Marcelo termina hoje visita de Estado ao Luxemburgo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, termina esta quarta-feira a visita de Estado de dois dias ao Luxemburgo com uma agenda dedicada a projetos em que estão envolvidos portugueses, além de um almoço com o primeiro-ministro luxemburguês.

  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.