sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Polícia espanhola detém dois irmãos marroquinos por colaborar com Daesh

(Arquivo)

A Guarda Civil espanhola deteve em Girona, Catalunha, dois irmãos marroquinos acusados de colaborar com uma estrutura permanente de financiamento da organização terrorista islamita Daesh, anunciou hoje o Ministério da Administração Interna do país vizinho.

A organização utilizava identidades falsas para enviar fundos à estrutura financeira do Daesh na Síria e no Iraque, que depois eram usados para pagar a deslocação de operacionais para zonas de conflito.

A investigação, que contou com a colaboração do Centro Nacional de Inteligência, é a primeira em Espanha em que se obtêm provas concretas que demonstram o uso de remessas de dinheiro da Europa para facilitar as operações do Daesh.

Os detidos são acusados do delito de financiamento de atividades terroristas e de colaboração com um grupo terrorista.

Os investigadores constataram que esta atividade proporcionava permanentemente apoio financeiro ao grupo terrorista.

O Ministério dos Assuntos Internos destaca a importância que tem a interrupção dos circuitos de captação e envio de jihadistas, assim como os fluxos financeiros que permitem a manutenção de estruturas e o desenvolvimento de operações terroristas na Europa.

Lusa

  • Porque associamos o Islão aos atentados?
    7:55

    FB Instant Articles

    Depois dos vários atentados que a Europa tem sofrido, Faranaz Keshavjee, antropóloga e especialista em assuntos islâmicos explica porque é que associamos o islão aos atentados. Faranaz diz que ainda há uma grande "ignorância sobre o fenómeno religioso" e que devemos ter em conta que o mundo muçulmano "não é homogénero". A antropóloga diz que objetivo do Daesh é criar "o terror" e o "pânico" e que os media têm contribuído para isso.

  • França tem uma guerra para travar contra o Daesh
    3:09

    Mundo

    Nunca a ameaça terrorista islâmica à Europa foi tão grande. Estas são as palavras de François Hollande, que se deslocou à Normandia, onde dois homens armados invadiram uma igreja e mataram um padre. O Presidente francês admitiu que o Daesh declarou uma guerra e afirma que esta tem de ser vencida através de quaisquer meios. Contudo, lembra que os meios têm de ser dentro da lei, uma vez que é isso que faz uma democracia. Já o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy afirma que a alma de França foi atingida e insiste em medidas urgentes. O Papa Francisco reagiu logo após o atentado, condenando radicalmente o "ataque bárbaro".

  • Daesh está a utilizar civis como escudo humano

    Daesh

    O autoproclamado Estado Islâmico está a utilizar civis como escudo humano na Síria, denunciou um responsável militar norte-americano, numa altura em que a coligação tem sido acusada de matar dezenas de civis em conflitos perto de Manbij.

  • Tudo leva a crer que o terrorismo mudou de estratégia
    2:54

    Mundo

    António Goucha Soares acredita que os grupos terroristas mudaram de estratégia. O especialista em assuntos internacionais entende que grupos como o Daesh perceberam que os danos causados através deste tipo de ações é maior que uma guerra convencional.

  • Doze incêndios mobilizam 2.100 operacionais

    País

    Os 12 incêndios que lavram em Portugal esta manhã mobilizam mais de 2.100 operacionais, numa altura em que os fogos de Pedrógrão Grande e Góis estão dados como dominados, mas continuam a mobilizar a maioria dos meios.

  • Seleção de sub-21 precisa de vencer a Macedónia

    Desporto

    A seleção portuguesa de futebol de sub-21 precisa, hoje, de vencer a Macedónia e de marcar pelo menos quatro golos para poder sonhar ainda com a presença nas meias-finais do Europeu da categoria, que decorre na Polónia.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.