sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Polícia espanhola detém dois irmãos marroquinos por colaborar com Daesh

(Arquivo)

A Guarda Civil espanhola deteve em Girona, Catalunha, dois irmãos marroquinos acusados de colaborar com uma estrutura permanente de financiamento da organização terrorista islamita Daesh, anunciou hoje o Ministério da Administração Interna do país vizinho.

A organização utilizava identidades falsas para enviar fundos à estrutura financeira do Daesh na Síria e no Iraque, que depois eram usados para pagar a deslocação de operacionais para zonas de conflito.

A investigação, que contou com a colaboração do Centro Nacional de Inteligência, é a primeira em Espanha em que se obtêm provas concretas que demonstram o uso de remessas de dinheiro da Europa para facilitar as operações do Daesh.

Os detidos são acusados do delito de financiamento de atividades terroristas e de colaboração com um grupo terrorista.

Os investigadores constataram que esta atividade proporcionava permanentemente apoio financeiro ao grupo terrorista.

O Ministério dos Assuntos Internos destaca a importância que tem a interrupção dos circuitos de captação e envio de jihadistas, assim como os fluxos financeiros que permitem a manutenção de estruturas e o desenvolvimento de operações terroristas na Europa.

Lusa

  • Porque associamos o Islão aos atentados?
    7:55

    FB Instant Articles

    Depois dos vários atentados que a Europa tem sofrido, Faranaz Keshavjee, antropóloga e especialista em assuntos islâmicos explica porque é que associamos o islão aos atentados. Faranaz diz que ainda há uma grande "ignorância sobre o fenómeno religioso" e que devemos ter em conta que o mundo muçulmano "não é homogénero". A antropóloga diz que objetivo do Daesh é criar "o terror" e o "pânico" e que os media têm contribuído para isso.

  • França tem uma guerra para travar contra o Daesh
    3:09

    Mundo

    Nunca a ameaça terrorista islâmica à Europa foi tão grande. Estas são as palavras de François Hollande, que se deslocou à Normandia, onde dois homens armados invadiram uma igreja e mataram um padre. O Presidente francês admitiu que o Daesh declarou uma guerra e afirma que esta tem de ser vencida através de quaisquer meios. Contudo, lembra que os meios têm de ser dentro da lei, uma vez que é isso que faz uma democracia. Já o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy afirma que a alma de França foi atingida e insiste em medidas urgentes. O Papa Francisco reagiu logo após o atentado, condenando radicalmente o "ataque bárbaro".

  • Daesh está a utilizar civis como escudo humano

    Daesh

    O autoproclamado Estado Islâmico está a utilizar civis como escudo humano na Síria, denunciou um responsável militar norte-americano, numa altura em que a coligação tem sido acusada de matar dezenas de civis em conflitos perto de Manbij.

  • Tudo leva a crer que o terrorismo mudou de estratégia
    2:54

    Mundo

    António Goucha Soares acredita que os grupos terroristas mudaram de estratégia. O especialista em assuntos internacionais entende que grupos como o Daesh perceberam que os danos causados através deste tipo de ações é maior que uma guerra convencional.

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa