sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh executa 24 civis depois de tomar aldeia no norte da Síria

(Arquivo)

STR

O grupo terrorista Daesh assassinou 24 civis após tomar uma aldeia próxima de Minbej, uma localidade do norte da Síria teatro de combates com uma aliança curdo-árabe, indicou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"O Daesh executou, pelo menos 24 civis durante as últimas 24 horas, depois de ter tomado o controlo na quinta-feira da aldeia de Boueir, a dez quilómetros a nordeste de Minbej, na sequência de combates com as Forças Democráticas Sírias (FDS)", de acordo com o OSDH, citado pela agência France Press.

Este ataque de surpresa permitiu ao Daesh controlar, pelo menos, outras três localidades a norte de Minbej depois da retirada das FDS, que agrupam combatentes curdos e árabes apoiados pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

A ofensiva pela conquista de Minbej, uma cidade da província de Alepo nas mãos dos jihadistas desde 2014, começou no passado dia 31 de maio.

Depois de um cerco da cidade, as FDS conseguiram tomar o controlo de um setor de Minbej, apesar da forte resistência do Daesh, que tem utilizado combatentes suicidas e viaturas armadilhadas para travar o avanço das forças oponentes.

Antes de ser sitiada, Minbej era o principal ponto de aprovisionamento dos jihadistas desde a Turquia, no caminho para Raqa, a capital de facto do Daesh na Síria, situada mais a leste.


Lusa

  • Os investigadores dos grandes processos
    10:09

    Reportagem Especial

    O Ministério Público está a investigar as suspeitas de terrorismo e a ameaça do Daesh em Portugal. Há vários processos em curso no departamento que investiga a criminalidade mais violenta, mas também os grandes casos de corrupção, como os que envolvem José Sócrates e Ricardo Salgado. Fomos conhecer os êxitos e os entraves das investigações mais mediáticas.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC