sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Rússia apoia bombardeamentos contra Daesh na Líbia

Uma jornalista corre com um rebelde para evitar os snipers do Daesh, em Alepo na Síria. (outubro de 2014)

© Jalal Al-mamo / Reuters

​A Rússia apoiou a realização de ataques aéreos contra combatentes do Daesh, embora tenha advertido que estas operações devem respeitar estritamente o direito internacional.

"A Rússia sempre defendeu a necessidade de ações decisivas para a aniquilação do Daesh e de outros grupos terroristas, estejam onde estiverem, em estrita consonância com as normas do direito internacional", indicou em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, publicado depois de os Estados Unidos terem anunciado o início de bombardeamentos com os combatentes na Líbia.

Todos os países "que lutam contra o terrorismo devem coordenar os seus esforços", acrescentou.

Pouco depois dos primeiros ataques aéreos norte-americanos contra o bastião do Daesh na zona de Sirte, cidade localizada entre Tripoli e Benghazi, o embaixador russo na Líbia, Ivan Molotkov, questionou a legalidade das ações de Washington.

"Do ponto de vista legal, penso que não tinham esse direito", respondeu Molotkov à pergunta de um jornalista sobre se os Estados Unidos deviam ter pedido uma resolução do Conselho de Segurança da ONU antes de bombardear território líbio.

Washington iniciou a campanha militar contra o Estado Islâmico a pedido do Governo da Autoridade Nacional (GAN), um dos três executivos existentes no país e único reconhecido pela ONU.

Desde a queda do regime de Muammar Kadhafi, a Líbia é palco do caos e da guerra civil, com três executivos a disputar o controlo do país: um em Tripoli, que a ONU considera rebelde, outro em Tobruk, reconhecido por vários países, e um terceiro, denominado GAN, apoiado pela ONU e UE.

O caos permitiu que vários grupos extremistas, especialmente o ramo líbio do Daesh, lutem por poder e território no país.

Lusa

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • Duas opções do círculo mais próximo de António Costa
    1:41
  • O clube de amigos de António Costa

    Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • Tondela corta relações institucionais com Belenenses

    Desporto

    O Tondela anunciou esta quinta-feira o corte de relações institucionais com o Belenenses, que vai defrontar no domingo para a nona jornada da I Liga de futebol, na sequência do diferendo pelo não adiamento do jogo devido aos incêndios.

  • SC Braga recebe o Ludogorets
    2:03

    Liga Europa

    O Sporting de Braga recebe hoje o Ludogorets. Abel Ferreira destaca a capacidade física e ofensiva do adversário e quer um Braga a jogar com intensidade para vencer o atual campeão da Bulgária.