sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Polícia do metro de Washington detido por tentar ajudar o Daesh

Um polícia do Metro de Washington foi esta quarta-feira detido, acusado de ter tentado ajudar o Daesh, anunciou o Ministério da Justiça norte-americano, em comunicado.

Nicholas Young, 36 anos, compareceu hoje à frente de um juiz em Alexandria (Virginia), nos arredores da capital federal.

O homem está acusado de ter tido "numerosas interações", desde 2010, com os agentes do FBI e um dos seus informadores confidenciais sobre os "seus conhecimentos e o seu interesse nas atividades ligadas ao terrorismo", declarou o Ministério em comunicado.

Young, que trabalhou desde 2013 para o Metro Transit Police Department (MTPD) e cujo contrato de trabalho foi hoje imediatamente interrompido, foi interrogado pela primeira vez, em 2010, pelas forças de ordem sobre a sua ligação a Zachary Messer.

Zachary Messer declarou-se culpado de tentar "fornecer apoio material a uma organização terrorista estrangeira", afirmou o Ministério.

Em 2011, Young discutiu, em várias ocasiões, com um agente do FBI ao abrigo das suas relações com Amine El Khalifi, que mais tarde se declarou culpado de ter projetado um atentado suicida contra o Congresso dos Estados Unidos.

Em junho de 2015, Nicholas Young perguntou por 'email', a um dos seus contactos, como poderia enviar dinheiro ao Daesh.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, interrogado sobre esta detenção, declarou que estão "conscientes do risco apresentado pelos extremistas".

Lusa

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.