sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Exército egípcio mata chefe de grupo terrorista ligado ao Daesh

O Exército egípcio anunciou esta quinta-feira ter morto o chefe do grupo Ansar Beit al-Maqdess, filial do Daesh no Egipto, numa "operação especial", na Península do Sinai, onde a organização tem a sua base.

Num comunicado, as Forças Armadas identificaram o dirigente como Abou Douaa al-Ansari, que foi abatido juntamente com alguns dos seus principais assessores.

Na nota divulgada na sua página do Facebook, o Exército egípcio afirmou que as forças antiterroristas, em colaboração com a Força Aérea, levaram a cabo "um ataque preventivo", depois de receberem informações sobre al-Ansari.

As operações militares tiveram lugar em aéreas no sul e sudeste da cidade de Al Arish, capital da província do norte do Sinai, onde esta e outras organizações radicais que se tornaram fortes nos últimos anos e levam a cabo ataques contra as forças de segurança egípcias.

Ainda assim, as Forças Armadas afirmaram que destruíram armazéns de armas e de munições dos terroristas nessa zona.

Responsável por numerosos atentados no Sinai, o grupo "jihadista" Ansar Beit al-Maqdess, anteriormente ligado à Al-Qaeda, jurou fidelidade, em novembro de 2014, ao Daesh e passou a denominar-se Wilayat Sina (Provincia do Sinai).

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.