sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh também reivindica atentado no Paquistão

O Daesh afirmou que o atentado que esta segunda-feira fez 70 mortos na cidade paquistanesa de Quetta foi perpetrado por um dos seus membros, segundo a agência Amaq, órgão de propaganda do Daesh.

"Um 'kamikaze' do (grupo) Estado Islâmico detonou o seu colete de explosivos numa concentração de funcionários do Ministério da Justiça e da polícia paquistanesa na cidade de Quetta", indicou a Amaq.

Horas antes, o mesmo atentado, que fez também dezenas de feridos, tinha já sido reivindicado pelo grupo Jamaatul Ahara, um grupo ligado à Al-Qaeda, uma fação paquistanesa do grupo radical islâmico talibã.

O bombista suicida fez-se explodir quando 200 pessoas, incluindo muitos advogados e jornalistas, se encontravam diante do Hospital Civil de Quetta, após o assassínio, poucas horas antes, do presidente da Ordem dos Advogados da província.

Um porta-voz do Jamaatul Ahara disse à imprensa, por correio eletrónico, que a sua fação "reivindica a responsabilidade" pelo ataque e ainda prometeu mais ataques "até à imposição de um regime islâmico no Paquistão".

Depois da explosão, as autoridades declararam o estado de emergência em todos os hospitais da cidade.

Nos últimos meses, vários advogados foram atacados na província do Baluchistão, região no sudoeste do Paquistão onde atuam grupos armados separatistas, que tomam como alvos as forças de segurança e outras entidades do Estado, além de fações talibãs e grupos extremistas islâmicos.

Lusa

  • "O euro como o conhecemos é uma construção imperfeita"
    1:26

    Economia

    O primeiro-ministro diz que o euro como o conhecemos é uma construção imperfeita e que sem regras iguais para todos não é possível a reforma da moeda única. As declarações de António Costa foram feitas esta terça-feira, em Lisboa, numa conferência intitulada de "Consolidar o Euro. Promover a Convergência".

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.