sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Daesh perde a última posição na fronteira sírio-turca

As forças turcas e os rebeldes sírios expulsaram este domingo os jihadistas do Daesh da última posição que ocupavam na fronteira sírio-turca, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"O Daesh perdeu todo o contacto com o mundo exterior depois de ter perdido as últimas aldeias fronteiriças entre a ribeira Sajour e [a localidade de] Al-Raï", precisou o OSDH.

Segundo o observatório, "rebeldes e fações islâmicas apoiados por tanques e pela aviação turca" tomaram várias aldeias junto à fronteira "depois de o Daesh ter retirado delas, pondo fim à presença do Daesh (...) na fronteira".

Este avanço ocorre depois de a Turquia ter lançado uma operação com o nome de "Escudo do Eufrates" a 24 de agosto, dizendo que tinha como alvos tanto o Daesh como as forças sírias curdas que têm sido fundamentais para expulsar os jihadistas de outras zonas da fronteira sírio-turca.

A milícia curda YPG (Unidade de Proteção do Povo Curdo, braço armado do PYD) tem sido um aliado crucial da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos contra o Daesh e tem recuperado na Síria grandes parcelas de território que estavam nas mãos do grupo extremista.

Mas Ancara considera o YPG uma "organização terrorista" e está alarmada pela sua expansão ao longo da fronteira, temendo a criação de uma região curda semi-autónoma contígua, no norte da Síria.

A perda da área junto à fronteira turca privará o Daesh de um ponto de passagem essencial para recrutas e abastecimentos, mas o grupo 'jihadista' continua a deter território tanto na Síria como no Iraque.

Lusa

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.