sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

EUA afirmam ter matado chefe da propaganda do Daesh

O ministro da informação do Daesh, Wa'il Adil Hasan Salman al-Fayad, foi morto na semana passada num bombardeamento aéreo, indicou esta sexta-feira o porta-voz do Pentágono, Peter Cook.

O ataque, revelou o porta-voz, citado pela agência noticiosa AFP, deu-se a 7 de setembro, mas só foi comunicada esta sexta-feira a morte do chefe de propaganda do Daesh, Wa'il Adil Hasan Salman al-Fayad, também conhecido por Dr. Wa'il.

De acordo com o Pentágono, o membro do Daesh tinha "supervisionado" a produção de vídeos mostrando tortura e execuções de vários reféns, e era também um "colaborador próximo" do porta-voz do grupo jihadista, Abu Mohamed al-Adnani, morto no final de agosto.

Com Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.