sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Drone do Daesh mata combatentes curdos e fere militares franceses no Iraque

Um pequeno drone do Daesh controlado remotamente e com explosivos escondidos matou dois combatentes curdos e feriu dois elementos das forças especiais francesas perto da cidade iraquiana de Mossul, confirmaram esta quarta-feira fontes francesas e norte-americanas.

Apesar de o Pentágono ter já avisado que o Daesh utiliza drones simples e baratos para realizar vigilância e transportar pequenos explosivos, este foi o primeiro caso com vítimas mortais.

De acordo com um responsável da Defesa dos Estados Unidos, o incidente ocorreu a 2 de outubro, quando um pequeno avião de esferovite foi abatido ou se despenhou em Irbil, no norte do Iraque.

Dois combatentes curdos locais agarraram-no e levaram-no para o seu acampamento, para o inspecionar e fotografar, quando o drone explodiu.

"Parece que a carga explosiva estava escondida dentro do que parecia ser a pilha de uma espécie de cronómetro", disse o responsável, falando a coberto do anonimato.

Uma fonte francesa tinha anteriormente confirmado o uso de um "drone armadilhado no Iraque", enquanto outra confirmou que dois soldados franceses ficaram feridos no incidente, um deles com gravidade. Ambos foram transportados para França para receberem tratamento.

O exército francês escusou-se a comentar o caso.

O coronel John Dorrian, porta-voz da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos que combate o Daesh na Síria e no Iraque, descreveu o incidente como um ataque "estilo Cavalo de Tróia".

"Havia um engenho improvisado dentro de um drone. E quando foi trazido para o acampamento, explodiu", explicou.

Responsáveis norte-americanos da Defesa disseram que o exército estava a deslocar mais tecnologia anti-drone para o terreno, incluindo sistemas de bloqueio de sinais eletrónicos.

"Não deixamos simplesmente o inimigo desenvolver uma capacidade que ameaça as nossas forças e as dos nossos aliados e parceiros sem combater essa ameaça", declarou Dorrian.

A França é membro da coligação internacional de combate ao Daesh, que está a preparar uma grande ofensiva para expulsar o grupo jihadista de Mossul, que fica a 85 quilómetros de Irbil.

Cerca de 500 soldados franceses estão estacionados no Iraque, onde são consultores dos peshmerga e treinam as forças de elite iraquianas em Bagdad. Cerca de 5.000 soldados norte-americanos estão igualmente destacados no Iraque.

Fontes do departamento de Defesa norte-americano sublinharam que os drones do Daesh terão impacto estratégico nulo na batalha que se aproxima para libertar Mossul do controlo dos extremistas.

"As implicações disto não são certamente uma ameaça existencial ou alguma coisa que seja militarmente significativa, no sentido em que vá impedir que alguma coisa que precisa de acontecer de facto aconteça", observou Dorrian.

Lusa

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.