sicnot

Perfil

Daesh

Ministro francês diz que reconquista de Mossul não vai ser uma guerra relâmpago

Ministro francês diz que reconquista de Mossul não vai ser uma guerra relâmpago

O ministro da Defesa francês disse esta terça-feira que a batalha pela reconquista da cidade iraquiana de Mossul pode durar meses. A operação militar em curso está ainda longe do centro da cidade, que é controlada pelo Daesh há mais de dois anos.

  • Operação militar no Iraque em direto no Facebook
    1:23

    Mundo

    Não há tradução em direto mas as imagens captadas nas imediações de Mossul, no Iraque, estão a ser transmitidas via streaming no Facebook de uma televisão curda. O registo em vídeo tem sido partilhado nas páginas de vários canais de informação internacionais. Milhões de internautas podem, talvez pela primeira vez na História, seguir em direto sem qualquer mediação os avanços de uma operação militar real.

  • Começou a batalha pela reconquista de Mossul
    1:57

    Daesh

    A cidade de Mossul está sob controlo do Daesh desde 2014 mas as forças leais ao Governo, com o apoio de milhares de combatentes curdos, esperam derrotar os rebeldes e recuperar a região. A batalha pode demorar semanas, até mesmo meses.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15