sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Ministro britânico admite possíveis ataques químicos na Europa

O Daesh poderá estar a preparar o lançamento de ataques químicos de grandes proporções, no Reino Unido e vários outros países da Europa. A hipótese é dada como muito provável pelo ministro britânico da segurança, numa entrevista publicada este domingo, no Sunday Times.

Ben Wallace admite que as autoridades britânicas receiam que, à medida que o Daesh vai sendo expulso de várias cidades no Médio Oriente, os europeus que se radicalizaram comecem a regressar aos países de origem, aumentando assim o clima de ameaça.

O ministro da Defesa britânico afirma que esses elementos radicalizados não têm qualquer problema nem em utilizar armas químicas, nem em levar a efeito ataques de larga escala.

O governante garante que até agora ainda não foi identificado nenhum plano específico mas que os serviços de segurança britânicos estão já a realizar exercícios para se prepararem para essa possibilidade.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51