sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

Pelo menos 23 civis mortos em bombardeamento perto de cidade síria de Al Raqa

© Rodi Said / Reuters

O número de vítimas dos bombardeamentos realizados por aviões alegadamente da coligação internacional, liderada pelos EUA, perto da cidade síria de Al Raqa subiu para 23, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Entre os mortos no bombardeamento realizado na localidade de Al Matab, controlada pelo grupo radical Daesh, há oito crianças e seis mulheres, segundo o Observatório, que disse que a maioria das vítimas pertencem a uma mesma família.

A Organização não-governamental também referiu a existência de feridos, incluindo alguns em estado grave, mas sem precisar números.

Desde o início das operações da coligação internacional, em setembro de 2014, morreram pelo menos 890 civis, entre eles 212 crianças, devido aos bombardeamentos, segundo uma contagem do Observatório.

A ONG reiterou na terça-feira o pedido à coligação internacional para ter cuidado com os bombardeamentos nas zonas urbanas como Al Raqa, porque "não há justificação" para matar civis.

Os Estados Unidos apoiam também, com cerca de 500 efetivos de forças especiais, as Forças da Síria Democrática (FSD), milícias lideradas por curdos, que desenvolvem a operação "Ira do Eufrates" desde novembro passado com o objetivo de isolar a cidade de Al Raqa, a "capital" do grupo Daesh.

As FSD estão a uns oito quilómetros de Al Raqa e recentemente conseguiram cortar várias estradas que ligavam esta cidade com outras sob o controlo dos radicais, como Deir al Zur.

Segundo fontes de Defesa norte-americanas citadas pelo diário The Washington Post, os Estados Unidos começaram a destacar efetivos dos fuzileiros como reforço para o assalto a Al Raqa.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.