sicnot

Perfil

Daesh

Daesh

Daesh

EUA dizem que "Portugal tem tido êxito" a controlar combatentes estrangeiros do Daesh

Um responsável da administração Trump para a luta contra o Daesh considerou esta segunda-feira que "Portugal tem tido êxito" a controlar o regresso dos combatentes terroristas estrangeiros, um problema de máxima prioridade.

"O fluxo de regresso dos combatentes terroristas estrangeiros é um assunto de enorme preocupação para nós e o desafio que se coloca é saber o que os diferentes países estão preparados para fazer a esse respeito", declarou o tenente-general do Exército norte-americano Terry Wolff, enviado-especial adjunto do Presidente dos Estados Unidos para a coligação global contra o Daesh.

Wolff falava em Lisboa numa conferência organizada pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) e pelo Georgetown Clube Portugal, com o apoio da embaixada norte-americana em Lisboa.

"A coligação internacional contra o Daesh pode travar os combatentes estrangeiros de duas maneiras: pode matá-los se eles estiverem no campo de batalha, mas em última análise cerca de 20% vão sair do Iraque e da Síria e vão para um lado qualquer, incluindo para casa", disse o tenente-general.

Por isso mesmo, salientou o responsável, a batalha global que existe agora "tem menos a ver com operações militares e muito mais com o acompanhamento do regresso dos combatentes estrangeiros, com a forma como os países partilham informação - em alguns casos informação secreta (intelligence) - e como é que os países lidam com este problema nos seus tribunais, respeitando o Estado de Direito".

Em declarações à Lusa, Terry Wolff salientou que "Portugal tem feito o que é preciso" e tem tido "êxito" na monitorização dos combatentes terroristas estrangeiros.

"Sei que os números de portugueses que se deslocam para a Síria ou Iraque para combater pelo Daesh são muito, muito baixos. (...) Mas há sempre uma razão pela qual vocês têm tido êxito aqui: em parte deve-se à integração da fé muçulmana, que tem sido boa. Por isso, por causa dessa inclusão, o número de pessoas que decidiram ir para a Síria ou para o Iraque lutar é baixo", adiantou o tenente-general norte-americano.

Para Terry Wolff - que está em funções desde novembro de 2015, ainda com a administração Obama - "as coisas boas que acontecem em Portugal diminuem as possibilidades de as pessoas quererem sair daqui para ir lutar pelo Daesh".

O militar destacou ainda o papel "fundamental" das comunidades muçulmanas em Portugal, que "estabelecem as normas e as regras do que é ou não é aceitável na fé".

O responsável norte-americano enalteceu também a "contribuição excecional" de Portugal na coligação contra o Daesh, nomeadamente no treino prestado pelos militares portugueses às forças de segurança iraquianas.

"Alguns países estão envolvidos na luta cinética, por outras palavras estão a dar apoio de combate, a lançar bombas, a disparar mísseis ou artilharia em apoio das forças de segurança iraquianas ou das forças sírias. E cerca de 19 países estão a treinar as forças de segurança iraquianas: foi isso que Portugal decidiu que queria fazer. E esta é uma contribuição excecional", disse Terry Wolff.

Lusa

  • Lesados do BES manifestam-se hoje no Porto 

    Queda do BES

    Um grupo de lesados pelo Banco Espírito Santo (BES) concentra-se hoje no Porto para exigir "bom senso" ao Governo, ao Banco de Portugal (BdP) e aos responsáveis do Novo Banco, refere um comunicado remetido às redações.A manifestação está marcada para as 11:00, nas imediações do balcão do Novo Banco e do Banco de Portugal, na Avenida dos Aliados, e a nota dirigida à imprensa é assinada por quase centena e meia de pessoas."

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Morre congressista republicano norte-americano acusado de assédio sexual

    Mundo

    O congressista estatal do Kentucky e pastor evangélico Dan Johnson morreu na quarta-feira, num aparente suicídio, dois dias depois de ser acusado de assédio sexual por uma mulher, disseram as autoridades. O médico legista do condado, Dave Billings, afirmou que a morte de Johnson foi causada por um único tiro, numa ponte de Mount Washinton, perto de Louisville, onde estacionou o automóvel.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28