sicnot

Perfil

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Juncker espera formação rápida de Governo estável em Espanha

O presidente da Comissão europeia, Jean-Claude Juncker, felicitou hoje o líder do PP espanhol pelo resultado nas legislativas, sublinhando esperar "que possa ser agora formado um Governo estável", disse hoje o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas.

Thierry Monasse

Juncker escreveu esta manhã a Mariano Rajoy felicitando-o "por ter ganho o maior número de assentos nas Cortes".

"Esperamos que um Governo estável possa agora ser formado, de modo a que a Espanha possa continuar a trabalhar de perto com as instituições europeias e os seus parceiros da União Europeia", disse Schinas, citando a mensagem.

O líder do PP espanhol, Mariano Rajoy, indicou hoje que não pretende ser presidente do governo a qualquer preço, acreditando na necessidade de "um entendimento mínimo", indo para isso vai falar primeiro com o PSOE.

Numa entrevista à rádio espanhola COPE, Rajoy, que ganhou as eleições legislativas espanholas sem maioria absoluta, afirmou esta manhã que prefere uma "grande coligação" mas não descarta "absolutamente nada", nem um pacto com os Cidadãos, ou partidos regionais como o PNV e Coalición Canaria, o que lhe permitiria estar a um deputado da maioria absoluta.

"Em questões fundamentais precisamos do PSOE", alertou o presidente do governo de gestão.

O Partido Popular, de Mariano Rajoy, foi o mais votado nas eleições de domingo, com 137 deputados, mais 14 que nas legislativas de dezembro, mas longe dos 176 mandatos que dão a maioria absoluta no congresso espanhol.

No discurso de vitória, Mariano Rajoy reclamou o "direito a governar".

O PSOE, de Pedro Sanchez, ficou em segundo lugar, com 85 lugares, enquanto a aliança de esquerda Unidos Podemos, que as sondagens colocavam em segundo lugar, ficou em terceiro e elegeu 71 deputados, e o partido de centro-direita Ciudadanos conseguiu 32 assentos.

Lusa

  • Espanha escolhe novamente a direita
    2:42

    Eleições em Espanha

    O dia seguinte parece ter descansado os espanhóis, depois de a escolha ter recaído no PP de Mariano Rajoy, que ganhou com 33% dos votos. Os resultados das eleições não trouxeram uma maioria absoluta mas também não fazem prever mais instabilidade.

  • (Quase) Tudo na mesma em Espanha
    2:44

    Eleições em Espanha

    O PP venceu as eleições gerais em Espanha, reforçou a votação em relação à consulta do passado dia 20 de dezembro, mas ainda assim ficou à quem da maioria absoluta. O PSOE resistiu como segunda força política à coligação Unidos Podemos, enquanto o Ciudadanos teve uma queda muito significativa. Mariano Rajoy já veio reclamar o "direito de governar".

  • PP volta a ganhar eleições em Espanha sem maioria

    Mundo

    O Partido Popular (PP, direita) é o grande vencedor das eleições legislativas espanholas, apesar de não obter a maioria absoluta, sendo o único partido a ganhar percentagem de votos e lugares no parlamento, em relação às eleições anteriores, de dezembro.

  • Partidos vão apresentar propostas alternativas à descida da TSU
    2:52

    TSU

    O Presidente da República defende a redução da Taxa Social Única mas deixa a porta aberta a outra via para compensar o aumento do salário mínimo. PCP e Bloco de Esquerda insistem que não pode haver contrapartidas que estimulem os salários baixos mas admitem outras formas de aliviar as empresas. À direita, também o CDS irá apresentar propostas.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.