sicnot

Perfil

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Partido Ciudadanos apela para entendimento entre PP e PSOE

O presidente do partido de centro-direita Ciudadanos, Albert Rivera, convidou hoje o Partido Popular (PP) e o Partido Socialista (PSOE) a sentarem-se à mesa, a partir de segunda-feira, para negociar a criação do próximo Governo em Espanha.

© Javier Barbancho / Reuters

Albert Rivera disse que mantinha a condição de que nenhum desejo de ocupar algum cargo no Governo seja colocado à frente dos interesses do país.

Na sua primeira aparição pública após o encerramento das urnas das eleições de hoje, Rivera disse ainda que se sente "mais orgulhoso do que ontem", assegurando que o centro "veio para ficar".

Acrescentou que o voto no seu partido será "útil" para regenerar Espanha e enfrentar a mudança "para melhor", como defendeu durante a campanha eleitoral.

O partido Ciudadanos conseguiu 32 assentos no parlamento, atrás do PP, que elegeu 137 deputados, do PSOE (85) e da coligação de esquerda Unidos Podemos (71).

Lusa

  • PP volta a ganhar eleições em Espanha sem maioria

    Mundo

    O Partido Popular (PP, direita) é o grande vencedor das eleições legislativas espanholas, apesar de não obter a maioria absoluta, sendo o único partido a ganhar percentagem de votos e lugares no parlamento, em relação às eleições anteriores, de dezembro.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC