sicnot

Perfil

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Rajoy inicia hoje contactos para formação de Governo

O chefe do executivo espanhol, Mariano Rajoy, começa hoje os contactos com outros líderes políticos para tentar chegar a acordo para formar um novo governo.

reuters

O presidente de governo de gestão viu o seu partido, Partido Popular (PP, direita) reforçado, em percentagem de votos e número de lugares no Congresso de Deputados, nas eleições legislativas realizadas no domingo.

Rajoy anunciou na quarta-feira que, nesta primeira fase das negociações, espera testar se há uma "boa disposição" nos outros partidos, e a partir daí nomeará uma comissão negociadora para iniciar as conversações.

O presidente do executivo espanhol assume que, com 137 deputados num total de 350, não pode aplicar a "cem por cento" as suas propostas.

"O mais razoável", afirmou Rajoy, é que o processo de negociação se faça com "a maior celeridade possível" e "todos" os envolvidos, onde se inclui também, devem ser "rápidos, diligentes e construtivos".

O PP foi o mais votado nas eleições de domingo, com 137 deputados, mais 14 que nas legislativas de dezembro de 2015, mas longe dos 176 mandatos que dão a maioria absoluta no congresso espanhol.

O Partido Socialista (PSOE), liderado por Pedro Sanchez, ficou em segundo lugar, com 85 lugares (90 em dezembro), enquanto a aliança de esquerda Unidos Podemos, que as sondagens colocavam em segundo lugar, ficou em terceiro e elegeu 71 deputados, com o partido de centro-direita Ciudadanos a conseguir 32 assentos.

Apenas uma coligação do PP com o PSOE conseguirá reunir os lugares suficientes para que Espanha possa ter um governo de maioria, na sequência das eleições de domingo.

Rajoy já indicou que preferia liderar uma grande coligação com o PSOE e começará por falar com Pedro Sánchez, mas ao contrário do que aconteceu em dezembro, as suas opções são agora mais amplas.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.