sicnot

Perfil

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Ciudadanos abre a porta a um governo em minoria de Rajoy

A terceira força política mais votada nas eleições legislativas espanholas, Ciudadanos, indicou hoje que não irá inviabilizar um governo minoritário do PP (Partido Popular), abrindo a porta a uma abstenção na votação de investidura do novo executivo.

© Javier Barbancho / Reuters

"Não vamos apoiar nem entrar num governo de Mariano Rajoy" (atual presidente do governo de gestão e líder do PP, o partido mais votado), assegurou Albert Rivera, líder do Ciudadanos, depois de um encontro com Rajoy, acrescentando que "pode haver um governo minoritário com apoios pontuais".

Alberto Rivera convocou uma reunião da direção do Ciudadanos para quarta-feira decidir se se irá abster no caso de Rajoy apresentar um governo sem ter uma maioria absoluta no Congresso dos Deputados.

"Todos temos de ceder alguma coisa" e "a opção de realizar pela terceira vez eleições não é opção", disse Rivera.

Mariano Rajoy está a realizar uma ronda de reuniões bilaterais com todos os líderes dos partidos com assento parlamentar, à procura de apoios para formar governo.

O PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol, o segundo mais votado) decidiu recusar a proposta de formação de uma grande coligação feita pelo PP e assumir-se como oposição a um governo liderado por Rajoy, mas não é claro se poderá, através da sua abstenção ou da abstenção de parte dos seus deputados, viabilizar esse executivo.

Mariano Rajoy e Pedro Sanchez reúnem-se amanhã pela primeira vez depois das eleições de 26 de junho.

Albert Rivera concordou que é importante que o novo governo deve tomar posse antes do fim do corrente mês ou, o mais tardar, no início de agosto.

O PP foi o partido mais votado nas eleições de 26 de junho, com 137 deputados, mais 14 que nas legislativas de dezembro, mas longe dos 176 mandatos que dão a maioria absoluta no congresso espanhol.

O PSOE ficou em segundo lugar, com 85 assentos (90 em dezembro), enquanto a aliança de esquerda Unidos Podemos ficou em terceiro e elegeu 71 deputados, com o Ciudadanos a conseguir 32 assentos.

Os membros das novas Cortes espanholas (Congresso de Deputados e Senado) tomam posse a 19 de julho.

Poucos dias depois da constituição das duas câmaras, mas sem prazo definido, o rei de Espanha, Filipe VI, iniciará as consultas com os partidos para, em seguida, fazer uma proposta de candidato a assumir a presidência do governo.

Lusa

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.