sicnot

Perfil

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Eleições em Espanha

Rajoy volta a tentar investidura na sexta-feira

O candidato do PP à presidência do Governo espanhol, Mariano Rajoy, submete-se na sexta-feira a uma nova votação no Congresso dos Deputados (parlamento) depois de esta quarta-feira não ter conseguido obter a confiança da maioria absoluta dos 350 deputados.

© Juan Medina / Reuters

O atual chefe do Governo em funções recolheu a confiança de apenas 170 deputados, tendo todos os outros, 180 deputados, votados contra, entre eles os 85 do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e os 71 da coligação Unidos Podemos (esquerda radical).

Na votação de hoje, Mariano Rajoy precisava de obter a confiança da maioria absoluta dos deputados, 176 votos de um total de 350, enquanto na sexta-feira necessitará apenas da maioria simples da assembleia, mais votos a favor do que contra.

A tarefa de Rajoy continua a parecer praticamente impossível porque o atual chefe do Governo em funções tem apenas o apoio expresso de 170 deputados: 137 do PP (direita), 32 dos Ciudadanos (centro-direita) e um da Coligação Canárias (regional).

Para ganhar a confiança do Congresso de Deputados na votação de sexta-feira, Mariano Rajoy precisaria, assim como hoje, de obter mais seis votos, o que parece impossível, ou a abstenção de pelo menos 11 deputados.

A votação de hoje inicia um período de dois meses (até 31 de outubro) em que ainda é possível formar um novo executivo, antes da dissolução do parlamento e a convocação de novas eleições, provavelmente para o Dia de Natal, 25 de dezembro próximo.

Se isso acontecer, serão as terceiras eleições legislativas que se realizam no espaço de um ano, depois de na primeira consulta, em 20 de dezembro de 2015, e na segunda, em 26 de junho último, as quatro principais forças políticas espanholas (PP, PSOE, Unidos Podemos e Ciudadanos) não terem conseguido chegar a um acordo para formar um Governo estável em Espanha.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC