sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Debate Clinton-Sanders vai evidenciar escândalo da contaminação da água em Flint

O próximo debate entre os candidatos presidenciais à nomeação pelo Partido Democrata, Bernie Sanders e Hillary Clinton, vai decorrer na cidade de Clint, que ganhou notoriedade nacional pelo escândalo da contaminação da água potável por chumbo.

Morry Gash

A contaminação, inicialmente ignorada e depois escondida pelos dirigentes locais, vai estar em destaque durante o debate, programado para domingo, nesta cidade de população predominantemente negra.

Mais de oito mil crianças desta cidade do Estado do Michigan, economicamente devastada pelo encerramento das fábricas da General Motors, estiveram expostas ao chumbo durante mais de um ano, antes de a contaminação das fontes de água ter sido revelada por ativistas.

O envenenamento por chumbo pode ter efeitos devastadores nas crianças ao prejudicar de forma irreversível o desenvolvimento do cérebro.

Os relatos sobre perturbações de comportamento e perda de apetite pelas crianças sucedem-se.

O governador republicano, Rick Snyder, pediu desculpa pela série de falhanços estaduais, mas um dirigente democrata do Michigan já reclamou a sua demissão, justificando com as mensagens de correio eletrónico divulgadas pelo gabinete de Snyder, que mostram "negligência e indiferença" na gestão da crise.

O realizador Michael Moore, que é natural de Flint, defendeu a prisão de Snyder, e o Departamento de Justiça está a investigar a razão pela qual só em outubro de 2015 os dirigentes estaduais disseram à população para deixarem de beber a água, apesar de há meses existirem testes que mostravam níveis perigosos de chumbo.

A situação era completamente evitável. A água potável de Flint vinha do Lago Huron, através de Detroit, até que em abril de 2014 foi desviada para o poluído Rio Flint.

Está estimado que por 100 dólares diários (91 euros) se poderiam ter feito controlos de corrosão que garantiriam a segurança da água.

Porém, não foram realizados para poupar dinheiro. A água poluída corroeu os tubos, que começaram a libertar chumbo.

O custo de substituir toda a tubagem está calculado em mais de mil milhões de dólares, quantia só ao alcance do governo federal.

Mais de um terço dos 100 mil residentes de Flint são pobres. O encerramento das fábricas da General Motors provocou o êxodo da cidade e há ruas inteiras abandonadas com casas entaipadas.

As provas indicam que as autoridades evitaram emitir avisos sobre os riscos da águia, até que uma insistente mãe, um médico local e investigadores universitários da Virginia Tech revelaram a contaminação em 2014.

A água contaminada é suspeita também de provocar abortos e do aumento de casos da doença do Legionário.

Snyder declarou o estado de emergência em janeiro, o que permitiu o fornecimento de ajuda aos residentes de Flint.

Mais de 2.200 voluntários, bem como soldados da Guarda Nacional, têm estado a distribuir água engarrafada e kits para testar água, frequentemente porta a porta.

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.