sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

John Kasich vai anunciar saída da corrida presidencial

O governador do Ohio John Kasich, aspirante à candidatura republicana à Casa Branca, vai anunciar hoje que abandona a corrida presidencial, segundo fontes da sua campanha citadas pela comunicação social norte-americana.

© Stephen Lam / Reuters

A campanha de John Kasich cancelou à ultima hora um evento na zona de Washington e agendou uma conferência de imprensa para hoje às 17:00 locais (22:00 em Lisboa) em Columbus, capital do Estado do Ohio.

Segundo a estação de televisão MSNBC e outros órgãos de comunicação norte-americanos, um importante conselheiro da campanha do governador do Ohio indicou que a conferência será realizada para John Kasich anunciar o abandono da corrida presidencial.

A confirmar-se o anúncio de John Kasich, e após a saída da corrida presidencial do senador texano Ted Cruz na terça-feira, o multimilionário Donald Trump fica como o único candidato à nomeação republicana para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, agendadas para 08 de novembro deste ano.

Depois da importante vitória nas primárias de terça-feira no Estado do Indiana, Trump já foi considerado pelo presidente do Comité Nacional Republicano, Reince Priebus, como o "mais provável" candidato presidencial do partido.

Trump, que deverá ser confirmado como candidato presidencial na Convenção Republicana de julho em Cleveland no Ohio, precisa de conquistar menos de 200 delegados para alcançar os 1.237 necessários para a designação.

Com pouco mais de 150 delegados conquistados nas primárias, John Kasich não tem hipóteses matemáticas para garantir a nomeação republicana.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.