sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Donald Trump sugere interdição da venda de armas a cidadãos sob vigilância

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu hoje uma interdição da venda de armas de fogo a pessoas que figurem nas listas de vigilância antiterrorista.

© Jonathan Drake / Reuters

O candidato confirmou que o seu apoio ao direito, mencionado na Constituição, de possuir armas de fogo é inabalável, mas indica, num 'tweet', que se vai reunir "com os responsáveis do lóbi das armas de fogo" para debater o assunto.

A intenção é caminhar para "uma interdição à compra de armas de fogo por pessoas que se encontram em listas de vigilância antiterrorismo ou numa lista de proibição de voo", precisou.

Com esta sugestão, o candidato poderá complicar as suas relações com o lóbi das armas, que declarou hoje, também num tweet, que "restrições, como a proibição de venda de armas às pessoas em listas de vigilância, são ineficazes ou inconstitucionais, ou ambos".

A sugestão do candidato pode também ser um problema dentro do Partido Republicano, sendo que a maioria dos membros estão ligados e apoiam o direito de possuir armas de fogo.

A declaração de Donald Trump surge dias depois de um ataque a uma discoteca gay, em Orlando (sul dos Estados Unidos), que fez 49 mortos e 53 feridos. Omar Mateen, o agressor que foi baleado pela polícia, estava armado com uma arma semiautomática e uma pistola, compradas legalmente pouco antes do ataque.

O autor do ataque tinha sido vigiado pela polícia federal e entrevistado três vezes pelo FBI, devido suspeitas de ter ligações com círculos jihadistas.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.