sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Donald Trump sugere interdição da venda de armas a cidadãos sob vigilância

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu hoje uma interdição da venda de armas de fogo a pessoas que figurem nas listas de vigilância antiterrorista.

© Jonathan Drake / Reuters

O candidato confirmou que o seu apoio ao direito, mencionado na Constituição, de possuir armas de fogo é inabalável, mas indica, num 'tweet', que se vai reunir "com os responsáveis do lóbi das armas de fogo" para debater o assunto.

A intenção é caminhar para "uma interdição à compra de armas de fogo por pessoas que se encontram em listas de vigilância antiterrorismo ou numa lista de proibição de voo", precisou.

Com esta sugestão, o candidato poderá complicar as suas relações com o lóbi das armas, que declarou hoje, também num tweet, que "restrições, como a proibição de venda de armas às pessoas em listas de vigilância, são ineficazes ou inconstitucionais, ou ambos".

A sugestão do candidato pode também ser um problema dentro do Partido Republicano, sendo que a maioria dos membros estão ligados e apoiam o direito de possuir armas de fogo.

A declaração de Donald Trump surge dias depois de um ataque a uma discoteca gay, em Orlando (sul dos Estados Unidos), que fez 49 mortos e 53 feridos. Omar Mateen, o agressor que foi baleado pela polícia, estava armado com uma arma semiautomática e uma pistola, compradas legalmente pouco antes do ataque.

O autor do ataque tinha sido vigiado pela polícia federal e entrevistado três vezes pelo FBI, devido suspeitas de ter ligações com círculos jihadistas.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.