sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Revolta na CNN após contratação de ex-chefe de campanha de Trump como comentador

A contratação do ex-chefe de campanha de Donald Trump como novo comentador da CNN está a provocar uma "revolta interna" na redação do canal de televisão por cabo, revela a edição de hoje do jornal "New York Post".

© Shannon Stapleton / Reuters

O mal-estar pela contratação de Corey Lewandowski é mais notória entre as mulheres e os trabalhadores latinos, revelam fontes do canal citadas pelo "Post", segundo as quais estes estarão a organizar-se para pedir publicamente que o comentador seja despedido.

De acordo com as mesmas fontes, o ex-chefe de campanha de Trump vai cobrar cerca de 500 mil dólares (cerca de 450 mil euros) pelo novo trabalho como comentador, apesar de um porta-voz da CNN ter assegurado entretanto a este jornal que o salário de Lewandowski "nem se aproxima" deste valor.

Donald Trump anunciou, a 20 de junho, ter despedido Lewandowski, que chegou a ser um dos pilares da sua campanha durante as primárias desde que o magnata anunciou há um ano a sua intenção de concorrer à Casa Branca.

Vários órgãos de comunicação social, entre os quais o "The New York Times", escreveram entretanto que o ex-chefe de campanha de Trump foi despedido porque mantinha relações "hostis" com muitos dos jornalistas que estavam a fazer a cobertura da campanha e pelo mal-estar de alguns membros do Comité Nacional Republicano.

Um dos episódios mais controversos que este protagonizou ocorreu em março passado, quando uma jornalista de um portal conservador acusou Lewandowski de uma alegada agressão durante conferência de imprensa na Florida, mas um mês depois a ação judicial foi arquivada.

Lusa

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.