sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Revolta na CNN após contratação de ex-chefe de campanha de Trump como comentador

A contratação do ex-chefe de campanha de Donald Trump como novo comentador da CNN está a provocar uma "revolta interna" na redação do canal de televisão por cabo, revela a edição de hoje do jornal "New York Post".

© Shannon Stapleton / Reuters

O mal-estar pela contratação de Corey Lewandowski é mais notória entre as mulheres e os trabalhadores latinos, revelam fontes do canal citadas pelo "Post", segundo as quais estes estarão a organizar-se para pedir publicamente que o comentador seja despedido.

De acordo com as mesmas fontes, o ex-chefe de campanha de Trump vai cobrar cerca de 500 mil dólares (cerca de 450 mil euros) pelo novo trabalho como comentador, apesar de um porta-voz da CNN ter assegurado entretanto a este jornal que o salário de Lewandowski "nem se aproxima" deste valor.

Donald Trump anunciou, a 20 de junho, ter despedido Lewandowski, que chegou a ser um dos pilares da sua campanha durante as primárias desde que o magnata anunciou há um ano a sua intenção de concorrer à Casa Branca.

Vários órgãos de comunicação social, entre os quais o "The New York Times", escreveram entretanto que o ex-chefe de campanha de Trump foi despedido porque mantinha relações "hostis" com muitos dos jornalistas que estavam a fazer a cobertura da campanha e pelo mal-estar de alguns membros do Comité Nacional Republicano.

Um dos episódios mais controversos que este protagonizou ocorreu em março passado, quando uma jornalista de um portal conservador acusou Lewandowski de uma alegada agressão durante conferência de imprensa na Florida, mas um mês depois a ação judicial foi arquivada.

Lusa

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.