sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Departamento de Estado dos EUA reabre investigação interna sobre e-mails de Clinton

O Departamento de Estado norte-americano anunciou a reabertura da investigação interna sobre a forma como Hillary Clinton usou o correio eletrónico quando era secretária de Estado, apesar de a Justiça ter decidido esta semana não fazer qualquer acusação.

© Rick Wilking / Reuters

O porta-voz da diplomacia dos EUA, John Kirby, anunciou na quinta-feira, através de um comunicado, a reabertura do inquérito interno, que tinha sido suspenso quando o FBI (polícia federal) abriu uma investigação.

"Tentaremos ser o mais expeditos possível, mas não colocaremos prazos artificiais ao processo", lê-se no comunicado, que explica que a investigação interna pode agora avançar justamente por o Departamento de Justiça norte-americano ter concluído que não apresentará acusação contra Hillary Clinton.

O FBI revelou esta semana que não acusará Clinton por ter usado uma conta de 'e-mail' privada para comunicações oficiais, algumas envolvendo material classificado, entre 2009 e 2013, quando a atual aspirante a candidata do Partido Democrata à Presidência dos Estados Unidos foi secretária de Estado.

Segundo o FBI, dos 30 mil 'e-mails' que Clinton reenviou ao FBI para análise, 110 continham informação classificada.

Clinton afirmou que na altura em que foram enviados a partir da sua conta privada, nenhum deles tinha conteúdo classificado.

A ex-secretária de Estado prestou no sábado passado declarações aos investigadores do FBI.

A procurada-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, confirmou na quinta-feira que o Departamento de Justiça "não vai apresentar acusação" contra Clinton, depois de o diretor do FBI, James Comey, ter recomendado na quarta-feira o encerramento do caso e a não apresentação de qualquer acusação "contra nenhuma das pessoas envolvidas no âmbito da investigação".

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.