sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Ted Cruz felicita Trump mas não expressa apoio

Ted Cruz vaiado na convenção republicana

O senador norte-americano Ted Cruz, rival de Donald Trump nas primárias do Partido Republicano, felicitou o magnata na quarta-feira pela sua nomeação como candidato à Casa Branca, mas sem lhe oferecer um apoio claro e direto.

Numa intervenção perante a Convenção Nacional Republicana de Cleveland (no estado do Ohio), Ted Cruz felicitou Donald Trump por ter conseguido a nomeação na terça-feira, mas ao mesmo tempo pediu aos votantes para pensarem no futuro do partido.

"Se amam o vosso país e amam os vossos filhos tanto como eu os amo, levantem-se e falem e votem segundo a vossa consciência", disse, num longo discurso na terceira noite da convenção.

"Votem nos candidatos em que confiam para defender as vossas liberdades e respeitar a Constituição", acrescentou.

Entretanto, num comentário publicado no Twitter, Donald Trump disse que o senador Ted Cruz faltou ao juramento de lealdade ao partido por não ter dado um apoio expresso à sua candidatura.

"Uau, Ted Cruz foi vaiado no palco, não honrou o compromisso! Eu vi o seu discurso duas horas antes, mas deixei-o falar na mesma. Nada de especial!", escreveu o magnata na sua conta de Twitter.

O milionário Donald Trump foi na terça-feira nomeado oficialmente candidato do Partido Republicano às eleições presidenciais de 08 de novembro nos Estados Unidos.

De acordo com os resultados das primárias, o empresário, de 70 anos de idade, recebeu o número suficiente de votos, 1.237, para ser considerado o candidato oficial do partido.

Donald Trump deve aceitar oficialmente a sua nomeação hoje, no discurso na sessão de encerramento da convenção republicana.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.