sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Obama recusa que EUA estejam "à beira do colapso"

© Carlos Barria / Reuters

O presidente dos EUA criticou hoje o candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, por apresentar o país como estando "à beira do colapso" e acrescentou que isso "não corresponde" à realidade da maioria dos norte-americanos.

Falando numa conferência de imprensa conjunta com o presidente mexicano, na Casa Branca, Barack Obama comentou também que não acompanhou a convenção do Partido Republicano, que decorreu esta semana em Cleveland, no estado de Ohio, porque tem "muito trabalho", mas referiu que leu acerca do que lá se debateu.

Segundo Barack Obama, "os medos" expressados por Donald Trump e pelos republicanos durante a convenção não correspondem à realidade atual dos EUA.

"Não vamos tomar boas decisões baseadas em medos que não estão sustentados em factos, e isso é algo a que espero que os norte-americanos tenham atenção", alertou.

O presidente dos EUA realçou que, ao contrário daquilo que foi dito por Donald Trump, os "factos" demonstram que os números atuais, tanto dos delitos violentos como da imigração ilegal, são os mais baixos em várias décadas.

Donald Trump aceitou na quinta-feira a designação para candidato republicano à presidência dos EUA num discurso em que prometeu "lei e ordem" para recuperar a grandeza de um país que diz estar num declínio alarmante.

"A nossa convenção decorre num momento de crise na nossa nação", disse o candidato à Casa Branca.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.