sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Michelle Obama e Sanders com Clinton, "com orgulho"

Michelle Obama e Sanders com Clinton, "com orgulho"

Da primeira noite de Convenção Democrata em Filadélfia, nos Estados Unidos, ficam os discursos da ainda primeira-dama Michelle Obama e do senador e ex-candidato Bernie Sanders.

O início da convenção ficou marcado por mais um escândalo relacionado com e-mails, que levou os líderes do partido a pedirem desculpa a Sanders por causa de mensagens que boicotavam a sua campanha durante as primárias.

Sanders desvalorizou a polémica e pediu aos apoiantes que votem em Hillary Clinton em novembro. Diz que está orgulhoso de estar ao lado da candidata democrata e que os Estados Unidos precisam de uma liderança de união e não do "divisionismo" de Donald Trump.

Também Michelle Obama sublinhou que só Clinton tem qualidades para ser Presidente.

  • Trump quase venceu o dia 1 da Convenção Democrata

    Opinião

    Michelle Obama: “Por causa de Hillary as minhas filhas acreditam que uma mulher pode ser Presidente”. Bernie Sanders: “Orgulho-me de estar ao seu lado. Com base nas suas ideias e liderança Hillary Clinton tem de ser a próxima Presidente dos EUA”.

  • "O mundo inteiro vai precisar de que Hillary Clinton ganhe"
    2:49

    Opinião

    A reunião que deve consagrar Hillary Clinton como candidata Presidencial decorre esta semana em Filadéfia. Na abertura da Convenção democrata, Michelle Obama fez um discurso de apoio a Hillary. Miguel Sousa Tavares diz que Hillary "está longe de ter conseguido unir o partido quando se pensava que a desunião estava do lado dos republicanos". O comentador da SIC diz que "o mundo todo vai precisar de que Hillary Clinton ganhe esta eleição".

  • Convenção do Partido Democrático marcada por novo escândalo de emails
    2:32

    Eleições EUA 2016

    A convenção do Partido Democrático já começou em Filadélfia, onde vai formalizar Hillary Clinton como candidata à presidência dos Estados Unidos da América. O partido quer mostrar força e união. Contudo, a festa já ficou marcada por um novo escândalo relacionado com emails. O Wikileaks divulgou uma lista de emails, que comprometem a presidente do partido democrata.