sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Bill classifica Hillary como uma lutadora

Bill classifica Hillary como uma lutadora

Hillary Clinton tornou-se oficialmente na primeira mulher candidata à Casa Branca. Na convenção democrata, Bill Clinton classificou a mulher como uma lutadora eternamente insatisfeita. As atrizes Elizabeth Banks, Lena Dunham, America Ferrera e Meryl Streep estiveram na convenção a apoiar a candidata democrata.

  • Opinião

    Hillary Clinton viveu um dia histórico ao ver oficializada a sua nomeação como candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos. “Não consigo acreditar que temos mais uma grande racha naquele teto de vidro”, disse Clinton utilizando uma expressão relacionada com as dificuldades de acesso das mulheres a cargos superiores, empresariais e políticos. "E se alguma menina ficou acordada até tarde para ver, deixem-me dizer que eu poderei ser a primeira mulher Presidente, mas uma de vós será a próxima”.

  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • André Ventura rejeita acusações de xenofobia
    1:27

    País

    O candidato do PSD à Câmara de Loures diz que tocou num tema que as pessoas queriam discutir. Entrevistado na SIC Notícias, André Ventura insiste que as declarações que fez sobre a comunidade cigana não são xenófobas ou racistas.

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.