sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Ex-candidata republicana Meg Whitman apoia Hillary Clinton

A líder da multinacional norte-americana Hewlett Packard Enterprise e ex-candidata republicana na Califórnia, Meg Whitman, divulgou esta quarta-feira que votará na democrata Hillary Clinton nas eleições presidenciais de novembro contra Donald Trump, que classificou como "um demagogo desonesto".

Richard Drew

Meg Whitman é uma proeminente militante do Partido Republicano, bem como uma importante doadora e angariadora de fundos. É um dos nomes mais conhecidos e influentes de Silicon Valley, região da Califórnia onde estão as grandes empresas de tecnologia, e foi candidata pelos republicanos ao cargo de governadora daquele Estado em 2010.

"Vou votar em Hillary, vou falar com os meus amigos republicanos para a ajudarem e vou doar dinheiro para campanha dela e tentar angariar fundos para ela", disse Meg Whitman numa entrevista ao jornal The New York Times publicada hoje.

Nas recentes primárias republicanas, a presidente e diretora-geral do grupo Hewlett Packard Enterprise integrou a equipa da campanha de Chris Christie. Afastou-se do governador de New Jersey quando este passou para a campanha de Donald Trump.

"Não concordo com ela em algumas questões, mas ela será muito melhor Presidente do que Donald Trump", prosseguiu a antiga líder da empresa de comércio eletrónico eBay.

"A história tem mostrado que quando demagogos tomam o poder ou se aproximam do poder isso raramente acaba bem", justificou a republicana, que em outra ocasião já tinha comparado o candidato presidencial republicano a ditadores como Hitler e Mussolini.

Para Whitman, o empresário é um "demagogo desonesto" e a sua eleição para a Casa Branca levaria os Estados Unidos numa "viagem muito perigosa".

Meg Whitman revelou ainda na entrevista que foi contactada em julho por Hillary Clinton.

A candidata democrata nas eleições presidenciais nos Estados Unidos, agendadas para 08 de novembro deste ano, tem abordado de forma explícita figuras centristas e republicanas.

Até à data, e apesar do mal-estar criado pela candidatura de Trump no seio do aparelho republicano, poucos elementos do 'Grand Old Party' (GOP, como o Partido Republicano é conhecido) assumiram publicamente que vão votar em Clinton.

Na segunda-feira, Richard Hanna tornou-se no primeiro membro republicano do Congresso a assumir que vai apoiar a candidatura presidencial de Hillary Clinton.

Lusa

  • Donald Trump chamou "diabo" a Hillary Clinton
    0:34

    Eleições EUA 2016

    Donald Trump disse esta noite que Hillary Clinton é o diabo. Mais uma declaração polémica do candidato republicano à Casa Branca, que comentava a convenção democrata da semana passada e um acordo de união entre Clinton e Bernie Sanders. A campanha da candidata democrata não quis comentar as declarações de Trump.

  • Nova sondagem dá vantagem a Hillary Clinton

    Eleições EUA 2016

    Uma nova sondagem realizada após a convenção do Partido Democrata norte-americano, que decorreu na semana passada, atribui hoje uma vantagem de sete pontos percentuais à candidata presidencial democrata Hillary Clinton contra o rival republicano Donald Trump.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59