sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Pais de norte-americanos mortos em Bengasi processam Clinton

Reuters

​Os pais de dois norte-americanos mortos num ataque ao consulado dos EUA em Bengasi (Líbia) em 2012 apresentaram queixas na justiça contra Hillary Clinton, então secretária de Estado, acusando-a de ter causado aquelas mortes, por negligência.

A queixa contra Clinton, agora candidata do Partido Democrata à Presidência dos Estados Unidos, foi interposta pela organização Freedom Watch em nome de Patricia Smith, mãe do diplomata Sean Smith, e de Charmes Woods, pai de Tyrone Woods, funcionário da CIA.

No ataque ao consulado, por extremistas islâmicos, morreu também o então embaixador dos EUA na Líbia, Chris Stevens, e outro funcionário da CIA, Glen Doherty.

O fundador e advogado da Freedom Watch, uma organização conservadora, vincula a utilização por Clinton de uma conta pessoal de e-mail para comunicações com Stevens a uma fuga de informação que, alegadamente, conduziu ao ataque.

"É óbvio que Hillary Clinton deu, de forma negligente e imprudente, a localização confidencial dos filhos dos queixosos, resultando num mortífero ataque terrorista", afirmou Larry Klayman

A mãe de Sean Smith participou há três semanas na convenção nacional do Partido Republicano que nomeou Donald Trump candidato à Presidência dos EUA nas eleições de novembro, onde afirmou que Clinton é diretamente responsável pela morte do seu filho e deveria estar na prisão.

Os queixosos acusam ainda Clinton de difamação, por considerarem que já por quatro vezes insinuou que são "mentirosos".

O atentado de Bengasi foi investigado pelos congressistas republicanos durante anos, sem que tenham sido encontradas provas de delito ou de omissão de dever.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.