sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Ucrânia divulga dados sobre pagamentos ao diretor da campanha de Trump

© Carlo Allegri / Reuters

As autoridades ucranianas divulgaram hoje pormenores de pagamentos de milhões de dólares alegadamente recebidos pelo diretor da campanha presidencial de Donald Trump das mãos de ex-dirigentes ucranianos pró-russos.

O Gabinete Nacional Anti Corrupção ucraniano (NABU) divulgou na quinta-feira documentos de contabilidade em que figura o nome de Paul Manafort como destinatário de pagamentos num montante total de 12,7 milhões de dólares (11,35 milhões de euros) entre 2007 e 2012.

Nesse período, Manafort trabalhou como conselheiro de relações públicas do Presidente ucraniano pró-russo Viktor Ianukovich, afastado do poder na sequência de um levantamento popular em 2014, e do seu Partido das Regiões.

"Sublinhamos que a presença do nome de Paul Manafort na lista não quer dizer que ele tenha recebido esse dinheiro, uma vez que as assinaturas que aparecem na coluna dos destinatários podem ser de outras pessoas", afirma o Gabinete em comunicado.

O deputado ucraniano Serguei Leshtshenko acusou hoje Manafort de, mesmo depois da chegada dos pró-ocidentais ao poder em Kiev, ter continuado a defender os interesses de antigos responsáveis pró-russos, reunidos no partido Bloco da Oposição.

"Os últimos contactos de Paul Manafort com o que era então o Bloco da Oposição continuaram até 2015", disse Leshtshenko, membro do grupo político que apoia o atual Presidente, o pró-ocidental Petro Poroshenko.

"No ano passado, por exemplo, Manafort veio várias vezes à Ucrânia. A última vez que isso aconteceu foi em outubro de 2015", acrescentou.

Segundo o deputado, o diretor de campanha de Donald Trump trabalhou como conselheiro do Bloco da Oposição na campanha para as eleições legislativas de outubro de 2014, nas quais o partido obteve menos de 10% dos votos.

Paul Manafort, 67 anos, foi contratado em março para a equipa de campanha de Trump. Na quarta-feira, o candidato republicano anunciou uma remodelação da equipa que, embora mantenha Manafort no cargo, lhe retira influência com as nomeações de Stephen Bannon como diretor executivo da campanha e de Kellyanne Conway como responsável pela gestão da campanha.

Lusa