sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

FBI alerta para ataques de hackers a páginas eleitorais

O FBI garante ter provas de que piratas informáticos estrangeiros atacaram páginas na Internet dedicadas a organizar as eleições presidenciais de novembro nos estados Illinois e Arizona (Estados Unidos), de acordo com os 'media' locais.

O alegado ataque surge num momento de grande tensão com a Rússia depois de Washington ter acusado Moscovo de atacar o sistema informático do Comité Nacional Democrata (DNC, em inglês) e de passar ao portal WikiLeaks quase 20 mil emails polémicos.

De acordo com o jornal The Washington Post, o FBI alertou em junho altos cargos do Arizona para a existência de uma ameaça "credível" à sua base de dados de eleitores, avaliando o risco como "um oito numa escala de 1 a 10", disse ao jornal Matt Roberts, porta-voz da secretaria de Estado estadual.

Em consequência, a secretária de Estado do Arizona, Michelle Reagan, suspendeu durante uma semana o registo de novos eleitores, apesar de tudo indicar que os 'hackers' não conseguiram atingir o seu objetivo de aceder à base de dados dos eleitores.

O portal de notícias Yahoo, por seu lado, assegurou que os piratas conseguiram aceder em julho a dados de 200 mil norte-americanos registados para votar nas eleições de novembro no estado de Illinois.

"Trata-se de um ataque altamente avançado proveniente de um organismo estrangeiro", explicou na altura, através de um comunicado interno, o diretor de registos de votações da Comissão Eleitoral do estado de Illinois, Kyle Thomas.

Em resposta a estes possíveis ataques de piratas informáticos, o FBI lançou a 18 de agosto um aviso em que alertava para o número de identificação de IP de vários usuários não identificados que tentavam infiltrar-se nos organismos eleitorais de alguns dos 50 estados do país.

Apesar de o FBI não ter identificado a nacionalidade dos alegados piratas informáticos, o canal NBC e o Washington Post asseguraram que são de origem russa.

A 08 de novembro realizam-se eleições para escolher o sucessor de Barack Obama na Casa Branca, em que os principais candidatos são o republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".