sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Trump insiste que "México vai pagar" pelo muro entre os dois países

O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, insistiu, na quarta-feira, que será o México a pagar pelo muro que ele planeia construir se for eleito.

"O México vai pagar pelo muro, acreditem em mim. Ainda não o sabem, mas vão pagar pelo muro", disse o magnata num discurso em Phoenix, depois de se ter encontrado com o Presidente mexicano.

O candidato voltou a falar dos seus planos para deportar imigrantes com registo criminal e disse que irá cancelar a ordem executiva de Barack Obama, que protege milhões de imigrantes ilegais.

Horas antes deste discurso, Trump encontrou-se com o Presidente Enrique Peña Nieto e disse depois, durante a declaração pública conjunta, que não foi discutido quem pagará pelo muro. Apesar de não o ter corrigido publicamente na altura, o Presidente mexicano escreveu no Twitter que disse ao candidato republicano, durante o encontro à porta fechada, que não iria financiar a construção do muro.

"No início da conversa com Donald Trump deixei claro que o México não vai pagar pelo muro", escreveu Peña Nieto.

No seu discurso, Trump delineou um plano para reduzir drasticamente a imigração ilegal.

"É o nosso direito, como nação soberana, escolher os imigrantes que consideramos mais prováveis de prosperar e florescer e gostar de nós", disse.

"As nossas prioridades vão incluir a remoção de criminosos, membros de gangues, ameaças de segurança, pessoas que ultrapassam o limite dos vistos, ofensas públicas -- ou seja, aqueles que dependem das benesses sociais ou causam um esforço excessivo à rede de segurança, juntamente com milhões de ilegais recém-chegados e pessoas que excedem o período autorizado de permanência e que vieram para cá ao abrigo desta administração corrupta", disse.

Trump garantiu que, se eleito, não vai permitir a regularização de nenhum imigrante que entre no país ilegalmente: "A nossa mensagem para o mundo será esta: não podem obter estatuto legal ou tornarem-se cidadãos dos Estados Unidos ao entrarem ilegalmente no nosso país".

"Não podem simplesmente entrar clandestinamente (...) e ficar à espera de ser legalizados", afirmou.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.