sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Trump quer mais despesas militares e plano para derrotar o Daesh

O candidato presidencial republicano Donald Trump defendeu esta quarta-feira um aumento substancial das despesas militares norte-americanas e disse que se ganhar vai pedir aos generais um plano para derrotar no prazo de um mês o Daesh.

Ao discursar em Filadélfia, Trump disse aos apoiantes que as forças armadas dos Estados Unidos estão "tão enfraquecidas" que é necessário um plano em larga escala, incluindo um aumento do contingente militar e o reforço da aviação e dos navios de guerra.

"O legado de Hillary Clinton no Iraque apenas produziu turbulência, sofrimento e morte", disse perante a assistência.

"Imediatamente após tomar posse, vou pedir aos meus generais para me apresentarem um plano dentro de 30 dias para derrotar e destruir o Daesh", disse Trump.

"Isto vai implicar um combate militar, mas também cibernético, financeiro e ideológico", disse.

Trump especificou a sua proposta ao referir a necessidade de um exército com 540.000 efetivos, uma força aérea com pelo menos 1.200 aviões de combate e 36 batalhões do corpo de marines, para além de uma marinha com 350 vasos de guerra e submarinos.

"Vou pedir ao Congresso para compensar totalmente o custo do aumento das despesas militares. Neste processo, tornaremos o governo mais responsável perante o público", argumentou.

"Estaremos defendidos, porque sem defesa não teremos um país", disse durante o discurso.

A maioria das sondagens coloca Hillary Clinton à frente das intenções de voto, apenas a nove semanas das eleições presidenciais de 8 de novembro.

Lusa

  • Trump diz querer trabalhar com a NATO no combate ao Daesh
    0:28

    Eleições EUA 2016

    Donald Trump voltou a contradizer-se e quer agora trabalhar com os parceiros da NATO no combate ao Daesh. O candidato republicano considerava que a organização estava obsoleta, ficando essa ideia agora de parte. No seu discurso em Ohio, Trump apelou também a uma proibição temporária de imigrantes muçulmanos no país, uma espécie de teste de triagem para apanhar as pessoas que queiram colocar em causa a segurança dos Estados Unidos.

  • "Obama é o fundador do Daesh"
    0:47

    Eleições EUA 2016

    Donald Trump acusou o presidente dos Estados Unidos da América de ser o fundador do Daesh. O candidato republicano diz que os terroristas honram Barack Obama. Trump acrescenta ainda que Hillary Clinton é a co-fundadora do Daesh.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.