sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Obama condena críticas "injustas" a Hillary Clinton

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez esta terça-feira a sua estreia a solo na campanha democrata para as eleições presidenciais de novembro, classificando como "injustas" as críticas feitas a Hillary Clinton.

"É bom estar de volta à campanha" disse Obama perante uma multidão em Filadélfia, enquanto defendia a candidatura de Hillary Clinton e a importância de mais quatro anos de Governo democrata no país.

"Embora já tenha feito a minha última campanha, vou trabalhar o máximo que puder este outono para eleger Hillary Clinton", declarou, acrescentando: "E não estou aqui a cumprir um papel, eu quero mesmo, mesmo, mesmo eleger Hillary Clinton".

Obama falava numa cidade que será fundamental para decidir a corrida presidencial na Pensilvânia -- um estado em que a vitória é determinante para o candidato republicano, Donald Trump.

A corrida ali poderá ser decidida pelo facto de a coligação Obama -- eleitores jovens, negros e hispânicos -- ir votar ou não.

Obama surge na campanha quando Hillary Clinton, de 68 anos, se viu obrigada a abandonar as viagens pelo país devido a uma pneumonia que levantou outras questões acerca da sua saúde.

O chefe de Estado frisou que Clinton tem "sido sujeita a maior escrutínio público e a mais críticas injustas que qualquer outra pessoa", e acusou a imprensa de facilitar a vida ao seu adversário, o multimilionário Donald Trump.

"Os nossos padrões para o que é normal mudaram: Donald Trump todos os dias diz coisas que costumavam ser encaradas como desqualificando-o para ser Presidente. E, contudo, porque ele as repete uma e outra e outra vez, a imprensa simplesmente desiste", comentou Obama.

O atual ocupante da Casa Branca percorreu uma lista de feitos -- do resgate da economia ao assassínio de Usama bin Laden -- e defendeu que os republicanos da atualidade são indignos de liderar o partido de Abraham Lincoln e Ronald Reagan.

E ainda troçou da aprovação de Trump da política do líder russo, Vladimir Putin.

"Conseguem imaginar Ronald Reagan a idolatrar alguém assim? Ele via a América como uma cidade resplandecente no cimo de um monte, Donald Trump chama-lhe um cenário de crime antagónico", rematou.

Lusa

  • Hillary Clinton retoma campanha em breve
    1:36

    Eleições EUA 2016

    Hillary Clinton garante que está bem de saúde e que desvalorizou o diagnóstico de pneumonia ao ter ido às cerimónias do 11 de setembro. Declarações feitas horas depois do marido, Bill Clinton ter afirmado que não é a primeira vez que Hillary tem episódios de desidratação.

  • Trump deseja rápidas melhoras a Hillary Clinton
    2:00

    Eleições EUA 2016

    Donald Trump já desejou rápidas melhoras a Hillary Clinton, a quem foi diagnosticada uma pneumonia. Devido à indisposição que a obrigou a abandonar a cerimónia do aniversário dos atentados do 11 de setembro, a candidata democrata cancelou dois dias de campanha na Califórnia.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.