sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Procurador-geral de Nova Iorque abre investigação à Fundação Trump

O procurador-geral do estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos, o democrata Eric Schneiderman, anunciou hoje que abriu uma investigação à Fundação Donald J. Trump por causa de algumas das suas transações.

"Preocupa-nos que a Fundação Trump tenha incorrido em alguma prática irregular", disse Schneiderman em entrevista à televisão CNN, afirmando agir "na qualidade de regulador das organizações com fins não-lucrativos do estado de Nova Iorque".

O procurador acrescentou que o objetivo da investigação é "garantir que ([a fundação] está a cumprir as leis que regem as organizações de beneficência em Nova Iorque".

O jornal The Washington Post publicou artigos nos últimos dias sobre transações questionáveis levadas a cabo pela Fundação Trump, de Donald Trump, candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais dos EUA deste ano.

Por exemplo, segundo o jornal, o magnata adquiriu um retrato de si próprio pelo qual pagou cerca de 20.000 dólares (mais de 17.000 euros) com dinheiro da fundação destinado à caridade.

A fundação também fez uma doação ilegal de mais de 25.000 dólares (22.000 euros) em 2013 -- pela qual já pagou uma multa -- à campanha da procuradora-geral da Flórida, Pam Bondi, quando o seu gabinete estudava a possibilidade de uma investigação por fraude contra a Universidade Trump, algo que acabou por não fazer.

Outras transações foram referidas pelo próprio Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante a sua campanha a favor da candidata do Partido Democrata à Casa Branca, Hillary Clinton.

Schneiderman tem outra investigação aberta contra o império Trump, relacionada com a Universidade Trump, por alegadas fraudes a 5.000 pessoas no valor de 35,5 milhões de euros.

Segundo publicou na semana passada a Yahoo News, a Fundação Trump doou o equivalente a 89.000 euros a uma organização (Citizens United), que interpôs um pedido contra Schneiderman em 2014, quando este já tinha aberto a investigação contra a Universidade Trump.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.