sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Ex-secretário da Defesa republicano considera Trump desqualificado e impróprio

O ex-secretário da Defesa Robert Gates criticou os dois candidatos às presidenciais norte-americanas, num artigo publicado no Wall Street Journal, mas classificou Donald Trump como "desqualificado e impróprio para ser comandante-em-chefe".

Robert Gates - um republicano que dirigiu o Pentágono durante o mandato de George W. Bush e Barack Obama - trabalhou com oito presidentes e é uma das vozes mais respeitadas em matéria de segurança nacional.

"Acredito que Trump está além de qualquer reparo. Ele é teimosamente desinformado" e "temperalmente desadequado para liderar os nossos homens e mulheres com uniforme", escreveu Robert Gates num artigo de opinião publicado sexta-feira na edição online do jornal.

"Ele é desqualificado e impróprio para ser comandante-em-chefe", prosseguiu.

Gates trabalhou próximo de Hillary Clinton quando esta foi secretária de Estado e também criticou o seu mandato.

Ex-diretor da CIA, Robert Gates afirmou que o falhanço de Clinton na prevenção do caos que se seguiria após a intervenção ocidental na Líbia levantou questões de credibilidade, como a sua posição inconstante em relação à guerra do Iraque.

Robert Gates atacou a oposição de Clinton a um acordo de comércio asiático, disse que ela tem sido vaga em relação à Rússia de Vladimir Putin, que foi pouco específica sobre a Coreia do Norte e que não tem uma estratégia clara para "um médio oriente em chamas".

Mas em credibilidade, "Trump está numa liga dele próprio", disse.

"Ele (Donald Trump) apoiou a ideia de construir um muro entre os Estados Unidos e o México, a tortura de terroristas e a morte das suas famílias e para a liderança terrorista de Putin".

Donal Trump é "ignorante" sobre o mundo, sobre os militares norte-americanos e "sobre o próprio governo", escreveu o republicano.

Lusa

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.