sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Obama diz que ainda há desconfiança "injusta" em relação às mulheres poderosas

© Reuters

O Presidente Barack Obama disse no domingo que na sociedade norte-americana ainda existe uma desconfiança "injusta" em relação a mulheres poderosas e que esse é o motivo pelo qual o país ainda não teve uma mulher na Sala Oval.

"Há uma razão pela qual não tivemos ainda uma mulher Presidente. Como sociedade, ainda lutamos com a forma como olhamos para mulheres poderosas. E isso ainda nos preocupa em muitos sentidos, de maneira injusta", disse Obama durante um jantar de angariação de fundos para o Partido Democrata em Nova Iorque.

O jantar em Manhattan aconteceu no apartamento de Danny Meyer, dono de mais de uma dezena de restaurantes, e da sua mulher, Audrey, atriz, contando com 65 convidados.

Apesar da realidade que descreveu, Obama mostrou-se confiante em que os norte-americanos vão tomar "a decisão correta" em novembro, elegendo Hillary Clinton como Presidente.

"Não devia ser uma eleição renhida, mas será", alertou Obama, que considerou que isso se explica por a sociedade norte-americana estar "muito polarizada".

Obama sublinhou de novo que nunca houve, na história dos Estados Unidos da América, outro candidato mais bem preparado do que Clinton.

Já Donald Trump, que disputará as eleições com Clinton, "não está preparado para ser Presidente" e não tem interesse sequer em aprender "os conhecimentos rudimentares requeridos para tomar decisões muito difíceis no dia-a-dia", afirmou.

O Presidente dos EUA chegou no domingo a Nova Iorque para participar na sua última Assembleia Geral da ONU e liderar, juntamente com outros líderes, uma cimeira sobre refugiados.

Durante a sua estadia em Nova Iorque, Obama vai reunir-se com o Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e com os primeiros-ministros de Israel, Benjamin Netanyahu, e China, Li Keqiang.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.