sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Bruce Springsteen diz que Trump é "grande embaraço" para o país

O músico norte-americano Bruce Springsteen descreveu Donald Trump como um "grande embaraço" para os Estados Unidos (EUA), apelidando o candidato presidencial republicano de demagogo com soluções simples.

Springsteen, que tem dramatizado a situação da classe operária norte-americana nas suas músicas, disse entender como Trump pode parecer "atraente" para as pessoas que são economicamente frágeis.

"O absurdo vai além dos 'cartoons'. Mas ele [Trump] está perto o suficiente [da Casa Branca], e isso pode deixar-nos nervosos", afirmou o artista durante uma entrevista concedida à Skavlan, um 'talk show' difundido na Noruega e na Suécia.

E atirou: "Eu não acho que ele vá ganhar, mas só o facto de estar na corrida é um grande embaraço se fores americano".

Segundo o músico, Trump sabe dizer aos eleitores "algumas das coisas que eles querem ouvir", incluindo às pessoas "desconfortáveis com o escurecimento da América".

Springsteen realçou que há certos problemas nos EUA, como a "tremenda desigualdade na distribuição da riqueza", que abrem caminho para a demagogia.

O artista gravou a entrevista antes do lançamento na próxima semana do seu livro de memórias "Born to Run" (Nascido para Correr), que descreve a sua infância em Nova Jersey e a sua ascensão à fama.

O cantor da música "Born in the USA", famoso pelo seu carisma no placo, insistiu durante vários anos que devia ser a sua música a falar por si, mas assumiu uma postura mais ativa a nível político desde as eleições presidenciais de 2004, quando fez campanha por John Kerry, que viria a perder a batalha pela Casa Branca para George W. Bush.

Lusa

  • Bruno de Carvalho garante empenho do Sporting
    0:52

    Desporto

    Bruno de Carvalho diz que o Sporting continua empenhado apesar do momento que o clube atravessa. O presidente leonino discursou ao início da tarde no núcleo Leões da Madeira, no Funchal, onde o Sporting joga hoje com o Marítimo.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.