sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Obama reitera que Donald Trump não tem carácter para ocupar a Sala Oval

O Presidente norte-americano reiterou esta terça-feira que o candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, carece de carácter e de preparação para ocupar a Sala Oval, reagindo ao debate com a rival democrata, Hillary Clinton.

Para Barack Obama, o debate demonstrou que há duas visões "claramente opostas" sobre o caminho que o país deve seguir.

Admitindo a sua preferência por Hillary Clinton, Barack Obama salientou que está "bem preparada" e tem "o carácter" necessário para exercer a Presidência, além de ser muito respeitada no mundo.

"O outro (Donald Trump) não tem preparação, o carácter e os valores fundamentais de inclusão, de fazer que todo o mundo tenha uma oportunidade", comentou Barack Obama, numa entrevista radiofónica ao programa de Ryan Seacrest.

Nos últimos meses, o Presidente norte-americano disse em várias ocasiões que Donald Trump não está apto, nem preparado para ocupar a Sala Oval.

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.